Foo Fighters em São Paulo


E a sexta feira mais esperada desde setembro do ano passado, chegou e se foi num período que parece ter sido rápido até demais. Mais de 50 mil pessoas se mostraram fortes quando permaneceram firmes meio a chuva, muitos gritos, pulos ou até mesmo quando em uma brincadeira Dave Grohl sugeriu que as meninas retribuíssem o sacrifício feito por seus namorados para segura-las no alto e trocassem de papel. Surpreendentemente muitas tentaram e algumas poucas conseguiram, mas já foi o suficiente para resultar em boas risadas para Grohl e para a plateia. Mas antes de falar do fim da noite, vamos começar do começo!

Próximo de quarenta mil pessoas – um pouco mais, um pouco menos- já estavam enchendo o estádio muito antes do inicio previsto para o show principal. E você se engana se acha que o motivo era apenas para ficar mais próximo do palco e essas coisas que sempre se repetem em shows, afinal, era possível ver muita gente fazendo bate cabeça, sem preocupações com a vista que teriam – estavam alí para curtir as musicas e o show! -. O real motivo para a antecipação foi o incrível show de abertura da banda Raimundos, que já chegou fazendo uma “pegadinha do malandro” e abriu o seu show com o sucesso de 1995, “Quero ver o oco” que instantaneamente fez o Estádio do Morumbi enlouquecer. Cantaram também os seus maiores hits como “Me lambe” e “Mulher de fases”.

Logo em seguida, a banda inglesa Kaiser Chiefs subiu ao palco e disse que ainda que esta seja a quarta vez no Brasil “It feel soooo good to be back”- É muiiiito bom estar de volta-. Animados como sempre e com as danças estranhas - e bem legais- de Ricky Wilson, a banda até arriscou frases em português e dançou na chuva que calhou de cair justamente durante a apresentação dos caras. Mas a animação veio mesmo quando eles cantaram os maiores sucessos da banda, como “Ruby” e “I predict a riot”.


Ás 21h20 a banda tão aguardada entrou em cena. Sem muitas cerimônias, a Foo Fighters já abriu o show com “Something From Nothing”, primeiro single de seu novo álbum Sonic Highways e emendou com “The Pretender”, sucesso de 2007.

Ainda que a tournê seja para a promoção do disco mais recente, Dave prometeu logo no início que tocariam músicas dos seus oito discos. Promessa feita é promessa cumprida e os singles de seus vinte anos de carreira foram executados com louvor á uma plateia que fazia um show a parte, cantando a plenos pulmões todas as musicas.

Foram vinte e três músicas além dos covers feitos de Black Sabbath, Kiss, Rush e Queen, onde dava a impressão de que a plateia presenciava um ensaio de garagem dos meninos – que pareciam estar se divertindo tanto quanto seu público!

ESCRITO POR:
Carolina Elizabeth, que tem tentado bastante entender como funciona essa vida de adulto - e não tem se dado muito bem com isso -, também acha que a internet é uma das melhores coisas inventadas pelo homem e encontra nela a “sala precisa”, para escapar da realidade e fazer o que realmente gosta, escrever. Aqui no About Jovem ela escreve principalmente sobre moda mas pode acabar dando pitacos em outros assuntos também, afinal ninguém é de ferro!
http://facebook.com/elissandroo  https://twitter.com/elissandroo 
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe um Comentário: