Lições de Amy Winehouse


Com Amy Winehouse, aprendemos que não devemos desaproveitar os dons que Deus nos dá. Ela foi dotada de capacidades vocais de exceção (uma voz prodigiosa, segundo muitos especialistas)… mas viu-se depressa atolada num meio fútil que privilegia o postiço e o efêmero. Não soube gerir a fama e, pior que isso, deixou que a frivolidade da fama lhe destruísse a vida.

Dá play na música enquanto você ler esta publicação!

De que adianta ganhar o mundo e perder a alma? Frase cunhada por Jesus quase 2 mil anos atrás (Mt 16:26), ainda não encontra eco no nosso “eu” mais profundo. Queremos nos tornar famosos, ricos, ter muitas posses, mas para quê? Uma vida sem significado tem tudo para acabar como a de Amy.

A felicidade, sempre pronta a fugir por entre os dedos, não se constrói sob holofotes. E devemos saber que não é com uma injeção, um comprimido, um pó, uma bebida ou uma fumaça que encontramos a paz, a alegria e o equilíbrio que nos sustentam o bem estar.

Na biografia da jovem judaica que cada vez mais aparecia bêbada em palco, encontramos amores imperfeitos, como na de qualquer um de nós; e encontramos padrões de libertinagem e de leviandade em que muitos jovens se reveem. Então, muitas pessoas acreditam que, se fosse rico ou famoso, a vida, então, seria bom. Eles invejar aqueles que têm muito dinheiro e que todo mundo idolatra. Ser rico é o desejo de muitas pessoas que estão querendo encontrar a “felicidade eterna”. Mas não funciona assim!

Se você não está feliz em primeiro lugar, o dinheiro não vai comprá-lo para você! O dinheiro vai fazer você se sentir mais seguro, pois você pode pagar suas contas facilmente. Pessoas acalmar-se quando compram um monte de coisas. Mas isso não é alegria interna. É uma solução rápida, que dura até a sua compra não é mais nova e brilhante. Se a fama e a fortuna são supostamente para trazer felicidade, Amy Winehouse mostrou que não funciona. Ela era uma mulher muito perturbada. O dinheiro que ela fez com os discos de sucesso permitiu que ela se autodestruir mais facilmente em vez de encontrar a sua alegria.
 

Alegria interna vem de fazer a sua auto-imagem positiva e forte e aumentar a auto-estima! Até mesmo celebridades famosas que parecem ter tudo se envolverem com drogas e álcool, porque eles não estão felizes. Amy parecia atormentada. Mesmo que ela cantou sobre como eles disseram que ela deveria ir para a reabilitação e ela disse: "não. não ". Mas os danos ao seu espírito a impedia de aceitar a abstinência. Todo o dinheiro do mundo não pode comprar a paz, se você não tiver já. No entanto, as pessoas continuam empurrando para conseguir mais dinheiro para que possam encontrar a sua felicidade, negligenciando suas famílias e, por vezes, enroscando outros mais para obtê-lo. E, no final, com o dinheiro, poder e fama, eles são tão infeliz quanto antes.

Amy Winehouse tinha um dom muito especial. É um desperdício que ela abusou-se tanto que ela morreu, deixando fãs de luto. Seus dons, e todo o dinheiro que ela fez, e toda a fama que ela tinha, não poderia acalmar seus demônios interiores. Drogas e álcool são muitas vezes utilizados para acalmar uma alma infeliz. Eles anestesiar a dor e ajudar a pessoa a se afastar do que está incomodando, ou assim parece. Mas, na verdade, o uso de drogas e álcool pode destruir as pessoas que ficam viciadas. E, ele não traz felicidade.

Amy e outros artistas são exemplos perfeitos de como o dinheiro e a fama não compram felicidade. Estudos têm demonstrado que muitas pessoas que ganham na loteria acabam mais infeliz do que antes.


Não somos deuses! Fama, riqueza e status podem criar uma imagem equivocada sobre nossa condição. Famosos não são mais resistentes que outros, mesmo que os fãs ou os interesseiros à volta possam achar. Do pó viemos, e a ele retornaremos!


Que a força que ela não teve se transforme em força para muitos dos nossos jovens que hoje em dia cedem às frustrações e aos prazeres voláteis. Espero que Amy Winehouse tenha encontrado a paz que ela não poderia encontrar na vida.
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe um Comentário: