Redes sociais: aliadas ou inimigas do namoro?


Casais que nunca tiveram uma discussão ou pelo menos nunca ficaram desconfiados um do outro, por causa das redes sociais, que atirem a primeira pedra. O Orkut e o Facebook podem ajudar na paquera, mas quando o assunto é relacionamento sério, também podem se tornar verdadeiros inimigos.

Existem algumas situações que sempre geram brigas entre casais. A primeira delas vem logo quando o namoro começa: Mudar ou não mudar o status de relacionamento? Se um dos dois se esquiva, o outro já vem com desconfianças: “Quer esconder por quê, pra quem?”. Piadinhas internas entre amigos, comentários de pessoas desconhecidas, são pequenos detalhes que certamente deixam qualquer um com a pulga atrás da orelha. Mas a guerra está lançada mesmo, quando o ex começa a dar as caras... Enfim, o casal tem que ter jogo de cintura para evitar as dores de cabeça.



About Jovem bateu um papo com a galera sobre o assunto!

https://www.facebook.com/tekamafra



Depende do casal que utiliza as redes sociais! Se houver respeito de ambas as partes não tem motivos para considerar a rede social uma coisa inimiga de um relacionamento, agora se a pessoa que namora for sem vergonha ai é outra história!


https://www.facebook.com/BrunoLimaReal
Pra mim quem faz das redes sociais inimigas ou aliadas do namoro é o próprio casal. Tudo bem que hoje em dia nunca se sabe quando você vai se decepcionar com alguém, mas cada vez mais casais não estão sabendo lidar com isso e assim um não dá um voto de confiança para o outro, começando por pedir a senha das redes sociais, que na minha opinião é ridículo, pois não é só porque eu to namorando que a a minha namorada tem o direito de acabar com a minha privacidade assim como eu também não tenho. Quanto ao conteúdo que se publica vale a pena tomar um cuidado um pouco maior e não se estressar com quem curte ou deixa de curtir o que  eu ou ela postarmos, se postamos algo é para que seja visto pela nossa rede.

https://www.facebook.com/anagarridoo


Acho que depende da confiança que o casal deposita um para com o outro, e da fidelidade, claro. Para uns são aliadas pois os índices de relacionamentos virtuais estão crescendo e estes surgem através das redes sociais, mas para outros podem tornar-se inimigos com a infidelidade virtual. Bom, é relativo, varia de casal para casal.


 
 http://instagram.com/danielzlattanzio  

Minha opinião é que as redes sociais beneficiam de varias formas o namoro, tem se o contato mais imediato, conectados o tempo que for preciso, informações, posts românticos, fotos e etc. Tem pessoas que veem as redes sociais como uma ameaça, mas para mim elas não são, pois o que se tem é uma facilidade de se achar e contactar pessoas. Quem esta realmente comprometido em um relacionamento, não procura nem interage com pessoas com segundas intenções. Não é culpa das redes sociais e sim da pessoa que faz mal uso dela!

https://www.facebook.com/AdrianaDaroldOficial
Essa é uma questão difícil de se responder, pois do mesmo jeito que ela traz praticidade no relacionamento, ela também prejudica quando em demasiado. Acredito que depende da dosagem, sabe? pois grande parte dos ciúmes e das brigas, vem dessa fonte . Hoje em dia é impossível viver sem internet, mas acredito que se você priorizar o relacionamento, não terá "tantos" problemas .Porque convenhamos, quem nunca sentiu um ciuminho ao ver um like no Facebook?! É instinto do ser humano, cuidar do que "é seu", o problema é que as vezes descobrimos que não estamos cuidando tão sozinhos assim... rs

https://www.facebook.com/vinicius.barrisgobo




Quando estamos solteiros é mais fácil, não tem problema fotos em festas, com os amigos bebendo, por exemplo. Mas quando estamos compromissados qualquer curtida em post alheio pode se transformar em uma DR!






Análise do About Jovem!

Não é de hoje que o uso das redes sociais esbarra na questão da privacidade. No caso dos relacionamentos amorosos isso é ainda mais complicado. Mudar status, ter perfil conjunto, o excesso de exposição do casal, todas essas coisas são bem pessoais e tem que ser de comum acordo para não dar problema.


Mudança de status

Há pessoas que não se preocupam com esse tipo alteração, outras dão muito valor. Para evitar expectativas e aborrecimentos desnecessários –um mudou o status e o outro não, por exemplo–, conversar antes sobre o assunto. Não há um critério rígido quanto à maneira de expor seu status relacional, porém, é importante que o casal discuta sobre as mudanças e a forma de anunciá-las nas mídias –de preferência, juntos. Qualquer relação amorosa deve ser construída à base de bons diálogos, sem receios de perguntar sobre como cada parceiro se sente. Se negar a mudar o status indica uma atitude desleal, de quem parece estar à caça de alguém melhor.


Perfil conjunto

Para muitos casais, um único perfil para o par é uma maneira de reforçar os laços afetivos –soa como se anunciassem ao mundo que se dão tão bem que são praticamente um só. Para outros, ter uma conta virtual conjunta ajuda a blindar o relacionamento contra investidas externas. O primeiro caso, é mais coerente para adolescentes. É uma forma de demonstrar e reafirmar seu relacionamento para os amigos. Faz parte da idade e é perfeitamente justificável. Para adultos, entretanto, a atitude corre o risco de soar infantil. “E é preciso prestar atenção em relação à individualidade. Um casal pode ter uma turma em comum, claro, mas há os amigos de cada um, com seus assuntos e interesses próprios. Sem contar que o perfil conjunto pode prejudicar contatos e oportunidades profissionais, pelo caráter excessivamente pessoal. Sobre a perspectiva de afastar possíveis rivais. O fato pode se tornar um atrativo para quem não tem critérios muito éticos em suas paqueras. As mesmas dicas valem para quem tem perfil individual, mas faz questão de ilustrá-lo com uma foto do casal. Tanta insistência em exibir o amor pode passar recibo de insegurança.


Entre tapas e beijos

Há quem faça de seu romance um verdadeiro reality show: a cada briga ou fora (dado ou levado), a pessoa faz questão de anunciar a novidade nas redes sociais. Às vezes, os amigos mal têm tempo de elaborar a situação e o casal esquentado já fez as pazes. Essas manifestações funcionam como uma espécie de desabafo, mas nem sempre têm resultado positivo: a impulsividade pode gerar comentários cheios de raiva dos envolvidos e outros bem indiscretos ou inconvenientes, e esses são impossíveis de controlar. Estamos vivendo um momento em que as pessoas se confundem sobre quais são os limites entre o que se deve manter na intimidade e o que se deve expor. Mas, infelizmente, a tendência aponta em direção à exposição excessiva. O ideal é dar um tempo para avaliar como a situação evoluirá, para escolher compartilhar o desfecho nas redes sociais ou não. Os internautas que mais se mostram são os que costumam dar margem às discussões com o parceiro.


Conclusão:

Sem sombra de dúvidas, o casal deve demonstrar que existe respeito na relação e isso serve também nas redes sociais. Alguma coisa te incomoda? Que tal um papo sincero, sem chiliques, para esclarecer? Deixe seu comentário abaixo utilizando seu Facebook!
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe um Comentário: