A evolução da beleza: 1930



Terceira parte da série "A evolução da beleza" começa no ano de 1930: Os mitos do cinema precisam parecer perfeitos e, para criar rostos de porcelana, o químico e visagista Max Factor lança o revolucionário pancake. Com imperfeições na pele, Vivien Leigh, a estrela de "E o Vento Levou", é amplamente beneficiada pela invenção. Heróis e heroínas surgem em contraponto á Grande Depressão (1929 - 1930). A "Vênus Plantinada", Jean Harlow, ganha status de deusa e faz as vendas de descolorantes para cabelos explodirem. As franjas e as sobrancelhas somem. Os cabelos continuam curtos, mas agora penteados com doses exageradas de brilhantina. Na Europa, Helena Rubinstein e Elizabeth Arden ditam o futuro da cosmética. No Brasil, o rádio anuncia o creme Rugol e o sabonete Phebo.

A maquiagem perfeita de Vivien Leigh

Cabelos moldados com brilhantina

O milagre do pancake no rosto da estrela Joan Crawford

O look de Jean Harlow: cabelos descoloridos e sobrancelhas depiladas

Produtos da marca Helena Rubinstein

Confira a publicação anterior da série "A evolução da beleza: 1920"

Todo sábado, uma nova publicação!
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe um Comentário: