Sobre a Menina de Cachos Vermelhos



Nós jovens, estamos constantemente procurando algo, que nos descreva. Algo que consiga canalizar nossos sentimentos impulsivos e cheios de hormônios. Alguns escrevem, outros cantam, enfim. Mas sempre procuramos nos ver em talentos alheios. Esta matéria é dedicada a pessoas, que procuram um novo espelho artístico.
Com seus cabelos ruivos e cacheados, algumas sardas e uma voz açucarada, Ana Larousse massageia nossos ouvidos e nos encanta com sua poesia, esta também é dona de uma técnica capaz de deixar qualquer músico com dor nos cotovelos. A curitibana de voz melancólica, já participou de bandas do gênero Punk Rock, mas foi em Paris e suas ruas, das quais são enfeitadas por coffee shops e arvores de galhos secos, que Ana Larousse redescobriu seu talento. Colocou sua rebeldia em uma estante para esta não estragar, e resolveu falar sobre paixões, sobre suas paixões. Concentrou sua poesia em músicas de despedidas como A Desenhista e Café a Dois e formou seu primeiro disco, Tudo Começou Aqui, produzido por Rodrigo Lemos. Como ela mesma descreve este “é um delicado tratado sobre solidão e partidas. Um jeito de sublimar qualquer tristeza e bagunçar o coração de quem ouvir.” Um disco capaz de decorar qualquer ambiente, Cheio de encantos, Tudo Começou Aqui, é a pedida para aqueles que gostam de letras capazes de descrever de forma poética, a paixão. Ana Larousse vem surgindo como uma grande aposta para a música brasileira. Fiquem de olho nesta menina de cachos vermelhos porquê ela veio para ficar. 


Até a próxima publicação, abraços do editor
Bruno Farias
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe um Comentário: