Primeiro dia de São Paulo Fashion Week INV/2014



Marca: Animale

Direção criativa: Mint

Estilista: Priscila Darolt

Styling: Luis Fiod

Beleza: Max Weber

Trilha: Hugo Frasa

Inspirações: “Mística Celta”, países da Grã-Bretanha, cultura dos druidas

Materiais: Lãs em tramas e construções variadas, couro, feltro, tule, seda e renda

Cores: Vermelho, verde e petróleo

Highlights: Em uma viagem pela Inglaterra e Escócia, o time da Animale encontra sua inspiração para o inverno, mas se você esperava o tradicional kilt escocês, esqueça. “Eles aparecem, porém fragmentados em algumas peças para não ficar aquela coisa literal”, conta Priscila, no backstage. De fato, a coleção passa do óbvio associado à cultura britânica.



Marca: Uma

Direção criativa: Raquel Davidowicz

Styling: Raquel Davidowicz/ Milla Orlandi

Beleza: Marcos Costa e Juliana Barbosa

Coreografia: São Paulo Companhia de Dança

Trilha: Hisato

Inspirações: Movimento, cotidiano

Materiais: Veludo rayon seda, malha rayon compacta, skin stretch, crepe de chine seda e tricos em viscose, lã e algodão

Cores: preto, cinza, off white e azul

Highlights: ”Busquei trazer o comportamento autêntico das ruas e me deparei com uma completa sinergia entre as peças da coleção e o universo dos bailarinos, que adotam uma silhueta desconstruída e cheia de sobreposições durante os ensaios”. Essa frase de Raquel Davidowicz traduz o espírito do inverno da Uma: urbano, confortável e contemporâneo. Em vez de modelos, os bailarinos da São Paulo Companhia de Dança, que dançaram na passarela, mostrando toda a elasticidade das peças. Raquel também absorveu um pouco o código dos bailarinos. “Nos ensaios, eles amarram as blusas na cintura, enrolam a calça de moletom, tem uma estética própria”.  Muitos tricôs maleáveis, malhas com elastano, calça pijama e mangas mais longas compõe essa coleção com pegada unissex. No final, a linguagem da contemporaneidade foi o que uniu todos os pontos da coleção: moda, dança e música (uma versão de “Bella Lugosi is Dead”, do Bauhaus).



Marca: Tufi Duek

Direção criativa: Eduardo Pombal

Styling: Flavia Lafer

Beleza: Daniel Hernandez

Trilha: Max Blum

Inspirações: África; o trabalho do fotógrafo Malick Sidibé dos anos 1950 e 1960

Materiais: Seda, couro, ráfia, lã em diversas construções

Cores: Preto, cru, marrom, vermelho e amarelo

Highlights: A riqueza cultural e ornamental da África e o trabalho do fotógrafo Malick Sidibé são temas riquíssimos e renderiam até mesmo duas coleções individuais; uma para cada referência. Sidibé tem uma bela obra de fotos em preto e branco da cena popular africana na década de 1960 e da juventude “high society”. Em 2007, ele recebeu o Leão de Ouro na Bienal de Veneza, na primeira vez que um fotógrafo recebeu essa honra.



Marca: Osklen

Direção criativa: Oskar Metsavaht

Estilista: Juliana Suassuna

Styling: Pedro Sales

Beleza: Silvio Giorgio

Trilha: Gomus

Inspirações: Futebol

Materiais: Lã, malha dublada, seda, organza, cetim e tela

Cores: Preto, off white, vermelho, amarelo e verde

Highlights: Na temporada passada, Ronaldo Fraga fez uma coleção inspirada no futebol. Desta vez, a Osklen aborda o tema e é muito interessante como cada marca consegue trazer para sua identidade criativa um tema popular e tão caro a milhões de fãs e torcedores mundo afora.



Publicações Anteriores


Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe um Comentário: