Paraíso das águas cristalinas


O texto abaixo é uma redação que escrevi para aula de LTT do curso técnico para informática, falando sobre uma das praias do meu nordeste. Saudades! 


Na foto, eu e minhas amigas, Rany Couto e Ana Lorena em Porto de Galinhas ano passado, na ultima viagem do 3º ano do ensino médio. Tínhamos acabado de receber a notícias que estávamos aprovados no vestibular!

Chamo-me Porto Rico, mas sou conhecida como Porto de Galinhas. O meu nascimento intimamente ligada a Olinda, no foral (carta de direitos feudais), concedido por Duarte Coelho em 1537, em referência a “arrecife dos navios”, um lugarejo habitado por mareantes e pescadores.
Sou conhecida da Região Nordeste do Brasil, localizada no município de Ipojuca, no estado de Pernambuco.
Meu sonho é ser famosa eternamente e ser muito frequentada por turistas, que admirem a minha beleza natural. Ah, espero a visita dos surfistas das diversas nacionalidades.
Vejo-me como a melhor, afinal, não é qualquer uma que é eleita dez vezes consecutivas a melhor dos pais! A minha fama se deve principalmente, as belezas naturais: piscinas de águas claras e mornas formadas entre corais, estuários, mangues, areia branca e coqueirais.
As pessoas falam que sou um ótimo lugar para turistas e passeios, muito bonito e conservado.
Tenho um envolvimento afetivo com a lua, que vive só no seu mundo triste. O seu olhar em mim lançou. Então eu, fria e sem carinho, também cansei de ficar sozinha. Senti na pele aquele brilho e pela lua fui me apaixonar. Luz que banha a noite e faz o sol adormecer. Se a lua toca no mar, ela pode me tocar.
Sim, acredito em Deus, pois o mesmo me fez. Ele é o mestre dos mistérios.
Envolvi-me numa situação constrangedora quando inicialmente era chamada de Porto Rico, devido a minha abundância em Pau-Brasil. No auge da escravidão no Brasil, que eu era o principal ponto de comércio de escravos ilegais no nordeste. Muitas vezes, os mesmos chegavam escondidos embaixo de engradados de galinhas d’angola. A chegada dos escravos ilegais costumava ser anunciada pela frase “tem galinha nova no porto!”. Desta forma, fiquei conhecida como Porto de Galinhas.
Oxente, se eu curto a natureza? Ela é arretada!
O meu olhar nas estrelas me faz chegar além do belo azul do céu. Além do infinito, bonito. Um sonho tão lindo, o sonho mais lindo que me faz chegar além do céu, além do mar, do universo a conspirar. Além das estrelas, planetas distantes, constelações, segredos e emoções irão desvendar. Eu posso roubar o brilho das estrelas pra te dar e te beijar, como a onda beija a areia.
Enfim, eu sou uma praia, eu sou Porto de Galinhas! Recife te quer!
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe um Comentário: