Na Balada






BA. LA. DA. sf. 1. Poema narrativo de tema lendário e caráter melancólico. 2. Peça musical para piano, cultivada pelos compositores românticos (Chopin, Listz, etc.). 3. Pop. Canção romântica, para dançar.





Ãhn??? Alguém por acaso conhece estas definições para as melhores madrugadas da vida de um jovem? Piano? Canção romântica?
Francamente, a coisa mais romântica que toca na balada é Shakira. Chopin? Bom, a coisa mais próxima é Metallica...
Hoje demos à palavra um novo sentido que, diga-se de passagem, é bem mais interessante. A balada é uma etapa importante para a vida do jovem. Minha avó, se não estivesse doente, diria que estamos perversos: “Onde já se viu, essas meninas soltas pela rua, de madrugada, com sainhas curtinhas? E esses rapazes bebendo como mortos de sede no deserto? Esse mundo está mesmo perdido...”.
Balada dá a esperteza que precisamos para estarmos mergulhados neste mundo às avessas. O que seria de nós sem os beijos noturnos, sem os abraços quentes, sem as músicas estourando os tímpanos?
É na balada que descarregamos nossos cansaços, nossos desgostos, nossa falta de bom senso. Na madrugada fria nos aquecemos, e na quente pegamos fogo. É o nosso momento mais jovem. Como o mundo está em constante transformação, estamos ganhando responsabilidades cada vez mais cedo, temos uma vida de pseudoadultos, e não de jovens. Descontrair para nos tornarmos normais, para sermos jovens de fato.
Estar na balada é bem mais do que sair para se divertir, é curtir os amigos, conhecer pessoas, esbarrar no amor, ser livre por um instante fazendo algo que agrade deixar a música levar o corpo para um estágio de prazer. O que nunca pode faltar é alegria e responsabilidade. Um bom baladeiro tem direito e deveres, e deve exigir e cumprir todos eles.
Balada é refúgio do jovem, é a busca da felicidade que esteve oculta durante o dia todo.

E vamos às nossas definições:
BA. LA. DA. sf. 1. Música dançante tocando altamente, para turbinar o sangue. 2. Beijo na boca estilo filme (Pulp Fiction.). 3. Pop. Diversão garantida e prazeres vividos. 4. Adrenalina, corpo pegando fogo. 5. O básico, essencial.
E não vamos esquecer:
1. Nada de drogas, para ser feliz basta sorrir!
2. Se beber, não dirija!
3. Se sair da balada acompanhado: CAMISINHA!
4. E volte sempre!
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe um Comentário: