MEU PRIMEIRO SEMESTRE NA FACULDADE - PUBLICIDADE E PROPAGANDA (FEEDBACK)

| 23 de jul de 2015

A maioria de vocês sabe que eu sou apaixonado por Comunicação Social, uma maioria um pouco menor também sabe que eu faço faculdade de Publicidade e Propaganda, mas pelo contrário, apenas uma minoria sabe que eu acabo de cursar meu primeiro semestre!

Foi realmente um desafio que resolvi encarar faz pouco tempo, mas que está trazendo já muitos frutos. Para conferir as publicações anteriores sobre o curso, os links estão aqui

Centro Universitário Moura Lacerda - Ribeirão Preto (SP)

No nosso primeiro período letivo de aula tivemos as seguintes matérias:
- Informática em Artes Gráficas I
- Introdução à Publicidade e Propaganda
- Teoria da Comunicação I
- Cultura Contemporânea
- Hist. Comunicação-Brasil Contemporâneo I

Em outro post em breve, vou mostrar alguns trabalhos desenvolvidos! ;)
Porque hoje eu vou compartilhar com você em fotos (selfies) meu primeiro semestre!



ESCRITO POR:
Elissandro Persil
Fundador - Editor Chefe

Twitter: twitter.com/elissandroo
Facebook: facebook.com/elissandroo
Instagram: instagram.com/elissandropersil
Email: contato@aboutjovem.com
Bio: Viver é bom, viver conectado é melhor ainda.

Mais informações »

DOSSIÊ PARIS VERÃO 2016

| 11 de jul de 2015
 
A moda masculina começou a apresentar suas coleções de primavera-verão 2016, em Paris, com ares de renovação e um toque cosmopolita nesse que é o setor da indústria que hoje cresce mais rápido que a moda feminina.

"Desde os anos 60, a moda masculina pouco a pouco vem abocanhando partes do mercado e o certo é que hoje, com a grande variedade de opções oferecidas pelas coleções, o homem escolhe o que quer", disse em entrevista à AFP o estilista Lucien Pellat Finet, que abriu a semana de moda parisiense com sua coleção.


"Este ano trouxe uma nova cozinha", disse o veterano estilista francês sobre sua coleção, em vários tons de azul. "Há novos ingredientes, com base em camisetas, relaxada e fácil".





O jeans esteve especialmente presente na prolífica coleção Valentino, com 73 modelos, quantidade astronômica para uma coleção masculina que ilustra o bom momento do setor, declinado em casacos e calças. Muitas vezes aparecem personalizados com bordados ou estampas florais ou animais, outra tendência da temporada. O jeans apareceu também em jaquetas de patchwork em diferentes tons de azul.

Na Valentino, o "imperatore" do classicismo, as silhuetas masculinas recuperam certa serenidade. O jeans marcou presença em jaquetas e calças, personalizados algumas vezes em estmpas florais ou animais que evocavam a estética japonesa.

Jaquetas e casacos vem em tons muito masculinos, do preto ao cáqui, passando por azuis e beges.

Maria Grazia Chiuri e Pierpaolo Piccioli, diretores criativos da marca desde 2008, revisitam as estampas de camuflagem militar e ombreiras, que acentuam o aspecto viril dos modelos.





O azul, junto com preto, branco e areia vem se consolidando como as cores para a temporada verão 2016. O desfile da 3.1 Phillip Lim apresentou um contraste em sua coleção: cores sóbrias e modelagem extremamente inovadora. Amplitude continua sendo a palavra chave quando os estilistas mostram esse novo luxo na moda, que é o conforto. Ainda aqui conseguimos ver o macacão como peça chave da temporada, as listras – que já apareceram quase que unanimemente nessa temporada – e os blazers com abotoamento duplo. A idéia de que o homem pode ir para a rua com pijama, seja em formato de terno ou de kaban oriental, vale aqui também. Aliás, o oriental também empresta sua rigidez militar para algumas peças da apresentação. A estampa com folhas e galhos dá um respiro para as flores que não param de brotar nas passarelas em Paris.





A grife japonesa Kolor apresentou bela coleção na Maison de la Radio, em Paris. De espírito utilitário e militar, o repertório incluiu belas jaquetas na cartela de verdes e terrosos, parcas camufladas, calças folgadas e bermudas mais ainda. Tudo com cara de amassado, confortável, fácil de usar. Nos pés, sandálias de inspiração trekking e lindos pares de monk straps de sola tratorada.O styling apostou em um inteligente e delicioso exercício de sobreposições, ideia bastante atual. Comercial e conceitual na medida certa.





O desfile de verão 2016 de Rick Owens foi poderoso. Com o pé fincado no conceitual, Owens fez dos coletes alongados e casacos sem mangas as suas pièces de résistance. Eles foram o ponto de partida para produções repletas de layers, invariavelmente combinados a bermudas folgadas e coturnos. O preto reina, é claro, mas sobra espaço para tons pastel e pontos mais vivos de verde e vermelho. O styling rebuscado, que desafia o olhar a entender onde começa e termina cada peça, além do casting andrógino/esquisito de sempre estavam impecáveis.




Um dos desfiles mais esperados da semana de moda de Paris mais uma vez causou comoção – desde seus convidados, estrelados às peças apresentadas. A coleção da Louis Vuitton Verão 2016, criada pelo estilista Kim Jones, foi inspirada em suas referências sobre o sudeste asiático e sobre os anos 80.
O verão 2016 da Vuitton é esportivo, orientalista, urbano e ao som do eterno chic Nile Rodgers. Uma das confirmações da temporada: oriental e pássaros (muitos e variados).





A coleção de Verão 2016 de Dries Van Noten sai o clima cool bourgeoisie pra entrar um quê de pop art nas silhuetas da loira mais famosa (Marilyn Monroe) de Hollywood mais lagostas e oncinhas.





O diretor criativo da marca não pensou duas vezes ao desenvolver a coleção Maison Margiela Verão 2016. John Galliano nem pestanejou e continuou a fazer os famosos experimentos com tecidos e outros materiais que caracterizam a marca. Por exemplo: camisas e camisetas ganharam rolitê de borracha, a alfaiataria vem com sobreposições e, acima de tudo, com uma modelagem mais próxima ao corpo, contrariando a tendência do momento, que é a amplitude. As calças retas, que deixam qualquer homem elegante, dominaram a apresentação. Algumas com tecidos sem acabamento e costuradas fora do padrão. A desconstrução de jaquetas na passarela deixou alguns looks bem modernos. E a textura do tricô com as calças que tem um efeito avental texturizado também mostram esse laboratório da moda que agora é capitaneado pelo estilista inglês com nível alto de criatividade. Os casacos longos e compridos apareceram bem austeros.





A influência religiosa foi mais do que clara na coleção da Givenchy. Profundamente religioso, o estilista resolveu estampar o rosto de Jesus Crucificado em camisetas, camisas, kilts (aquelas saias pregueadas) e, mais à frente, mostra uma espécie de Sudário em macacões e em peças que são modernas e se contrapõem ao tema.

Na passarela estavam Naomi Campbell, Kendall Jenner, Joan Smalls e Candice Swanepoel.





Humberto Leon e Carol Lim talvez tenham produzido a coleção mais consistente da Kenzo desde que assumiram a marca, há três anos. Sem apelar para as estampas marcantes e hits atrelados a tendências efêmeras, a dupla construiu um repertório elegante de peças lisas, impregnadas de espírito esportivo e utilitário, feitas para um homem essencialmente nômade. A referência é recorrente nas coleções de meio mundo, fruto da globalização da moda. Alfaiataria folgada, calças mais ainda, com elástico na cintura e DNA utilitário, assim como parcas e jaquetas cheias de bolsos, conduziram o desfile.





O verão da Dior Homme manda o clássico para as ruas e acerta na mosca com um preciso balanço de tradição e juventude. A alfaiataria tradicional ganha a companhia do camuflado em forros, camisas e calças secas, enquanto camisas tradicionais e gravata fininhas preferem jaquetas bomber e parcas ao blazer de sempre. Nos pés, sapatos de solado encorpado de crepe dão pitada rock ao conjunto, mesma ideia dos zíperes de certas calças. Outra estampa velha conhecida dos homens, o argyle, ganha roupagem nova em coletes e tricôs. A coleção gera desejo imediato, com profusão de peças statement, importantíssimo para uma grife com a tradição da Dior, em busca de manter-se relevante como referência masculina em tempos de feminilização intensa do homem





Essa é a estreia da linha masculina da Balmain nas passarelas da Semana de Moda Masculina de Paris e, apesar dela ser responsável por 40% do volume de vendas da marca. O tema são grandes aventuras do começo do século 20. O blazer cheio de tiras de couro formando um relevo com nós diferentes impressiona, mas pra eles o que deve pegar são as sahariennes com os bolsos utilitários do momento. Referências à Union Jack, bandeira inglesa, pintam aqui e ali.





Véronique Nichanian é a cabeça criativa por trás das coleções masculinas da maison francesa, Hermès. E o que isso significa? Uma coleção coesa, fácil de usar e cheia de novidades têxteis tecnológicas . Dentre as invenções tecnológicas, um  tecido que é um mix de pele de cabra  com sarja de seda. Véronique reuniu dois grandes ícones da Hermès: a seda famosa pelos lenços e o couro, carro-chefe dos ícones – as bolsas e suas selas. E não foi surpresa ver que Nichanian usaria em seguida essa conquista em uma T-shirt. Uma coleção comercial com espaço para inovações – é isso que sempre esperamos dos grandes designers e marcas. Na passarela, teve calça de camurça em um tom de verde vibrante e no lugar do cós tradicional, elástico, blouson em volie de seda, moletom com capuz em couro de cobra d’agua em um vermelho tomate vibrante.




Outros desfiles da temporada: Lemaire, Gosha Rubchinskiy, Y Project, Walter Van Beirendonck, Haider Ackermann, Raf Simons, Issey Miyake,Boris Bidjan Saberi, Andrea Crews, Yohji Yamamoto, Julius, Junya Watanabe,Ann Demeulemeester, Juun J, 22/4 Hommes, Comme des Garçons Homme Plus, Henrik Vibskov,Etudes Studio, Songzio,Wooyoungmi, Lanvin, No Editions, Rynshu, Lanvin, No Editions, Rynshu, Agnès B., Paul Smith, Y-3, Hood by Air, Thom Browne, Saint Laurent e Umit Benan.



   Destaque aos brasileiros!   


Os brasileiros que desfilaram na temporada masculina Verão 2016 em Paris: Diego Fragoso (Ford Management), Gabriel Vieira  (Mega Model Brasil) e Luis Coppini (Ford Management) fizeram bonito na passarela da Givenchy.


 O alagoano de 22 anos Diego Fragoso desfilou para Givenchy Men

Gabriel Vieira desfilou para Givenchy Men

Luis Coppini desfilou para Givenchy Men


Mais informações »

5 dicas para quem ainda não sabe o que fazer nas férias!

| 2 de jul de 2015

As férias de inverno chegaram e todos querem aproveitar ao máximo antes de voltar para a escola/faculdade. E como estudante que sou, reuni algumas opções do que fazer, porque ficamos tão ansiosos para descansar da aula que nem sabemos o que fazer no tempo livre. Vamos lá então:

1.    Aquele tempo pra você.
Porque antes de tudo, qualquer diversão, se não estiver relaxado, de bem com você mesmo,  nunca vai aproveitar ao máximo. Faça algo que você goste de fazer sozinho, seja dormir, tomar sol, sair correndo pela casa de pijama, pintar a cara, sei lá, cada um tem seu esqueleto no armário, rs.

2.    Viajar.
Ô coisa boa, não é mesmo?! Haha ainda mais se for sozinho com os amigos (claro, se for maior de idade, se não, sempre bom ter um responsável por perto) e sem preocupações, mas nunca perdendo a responsabilidade. E pode ir pra praia sim, porque não? O Brasil tem diversas praias que são maravilhosas até no frio, com vários atrativos para se divertir e muito sem necessariamente ter que tomar sol e entrar no mar.

3.    Aquela balada!
Sexta e sábado é quase sempre sinônimo de balada, estou errado?! Rs Seja eletrônica, sertaneja, matinê, pop, tanto faz. Brindar com os amigos e dançar a noite toda são sempre algumas das melhores opções!

4.    Aprenda algo.
A vida não é feita apenas de farra né galera? Um mês de férias, pode parecer pouco tempo, mas não é bem assim. Existem diversas coisas praticas e rápidas para se aprender, ou iniciar a algo diferente. Por exemplo: quem curte luta, é uma boa hora para fazer Muay Thai ou alguma outra. Para as meninas, que curtem moda e tal, porque não conferir mais a fundo como funciona a indústria, como são feitas as peças, da onde surgem as tendências, e tals.

5.    Para os dias gelados ou chuvosos: aquela farra em casa!
Férias de inverno, não poderia deixar de chamar os amigos e curtir aquele filme comendo gordices, um foundue, pizza, hmmmm...

Bom galera, espero que tenham gostado e que tenha ajudado vocês com algumas coisas para se fazer nessas férias! ;)


ESCRITO POR:
Gabriel Ferreira
Editor - Entretenimento e Lifestyle

Twitter: twitter.com/gaffferreira
Facebook: facebook.com/gaabriel.ferreira
Instagram: instagram.com/eugaferreira
Email: contato@aboutjovem.com
Bio: 21, brazilian. Dreamer, art lover, e.music.

Mais informações »

"Não reagir a um assalto!", afirma Tony Xavier

| 1 de jul de 2015

No último dia 30, Tony Xavier de 23 anos, foi agredido por dois garotos na rua, quando estava voltando da academia. Ele desabafa em seu perfil no Facebook o que aconteceu naquele dia: 
❝Quem me conhece sabe que não curto esse tipo de exposição, postagem. Mas a violência/crueldade está passando, ou já passou de todos os limites. Só nesse mês de junho tentaram assaltar o local onde eu estava 4 vezes, dessas 4, 2, eu fui o alvo. Ontem não tive tanta sorte, eu estava voltando da academia na Praça da Árvore, às 19:40 aproximadamente, passando pela Av. Jabaquara (próximo à estação Saúde, aqui na Zona Sul de São Paulo), quando apareceram dois garotos, acredito que menores de idade. Queriam o meu celular, que estava no meu bolso, não sei o que me passou pela cabeça, mas não entreguei, o maior deu um soco no meu rosto enquanto o menor tentava me derrubar, eu tentando me defender, sair dali, não consegui, quando o maior conseguiu me derrubar, começaram a me chutar, foram muitos chutes, principalmente no rosto e na cabeça, pensei que ia morrer, parecia que eu ia desmaiar de tanta dor, mesmo protegendo o rosto com uma das mãos, mas Graças a Deus não perdi a consciência. Foi um momento horrível onde eu não tinha o que fazer, apenas aguardar até que tudo aquilo acabasse, até que ouvi uma mulher gritando para pararem, me deixaram em paz. Quando consegui levantar (é, acredito que a mulher estava dentro do ônibus que estava parado no trânsito, porque ninguém me ajudou), fui procurar algum lugar para que me socorressem, meu nariz estava sangrando MUITO, por sorte tinha uma farmácia próxima, "lavei" a farmácia de sangue, tinha bastante nas minhas mãos, roupas, enfim, meu rosto/corpo estava todo ensanguentado, a farmacêutica, depois que cuidaram de mim, falou que tinha pensado que eu tinha levado um tiro de tanto sangue que tava nas minhas roupas e que eu estava segurando. Liguei para a minha mãe para que me buscasse na farmácia e me levasse ao hospital, porque pensei que meu nariz e minha perna estavam quebrados, mas graças a Deus não quebrei nada no meu corpo, agora na foto, o que sobrou de mim, lógico que bem melhor do que estava quando tudo aconteceu.
As feridas cicatrizarão, o inchaço e os hematomas sumirão, mas o mais triste de tudo isso foi a falta de compaixão daqueles garotos, tão novos e ao mesmo tempo tão impiedosos e tudo isso por conta de um smartphone. Lógico que eu deveria ter entregado de primeira e tudo mais, mas na hora, não sei o que passou/passa pela minha cabeça, a reação é a contrária da que meus pais e as pessoas sempre disseram. É uma situação muito triste e complicada, mas graças a Deus terminou que eu não quebrei nada ou até mesmo que não morri. Obrigado a todos que se preocuparam comigo, de coração. E não façam como eu, não reajam a nenhum tipo de assalto. Não se sabe o que pode acontecer.❞



Quem me conhece sabe que não curto esse tipo de exposição, postagem. Mas a violência/crueldade está passando, ou já...
Posted by Tony Xavier on Terça, 30 de junho de 2015


Reagir a assalto é um comportamento instintivo. Mantenha a calma. Não reaja caso seja vítima de assalto. As possibilidades de sucesso são mínimas com este tipo de atitude.://capricho.abril.com.br/vida-real/infelizmente-sei-nao-serei-ultima-pessoa-vitima-homofobia-afirma-gabriel-kowalczyk-803447.shtml
Mais informações »

Por que decidi tirar minha primeira habilitação aos 21?

| 27 de jun de 2015
 
"Habitação é independência e liberdade". Cansei de ouvir isso sempre que revelava que não tinha CNH e, mais do que isso, que não queria ter habilitação. Nunca senti que estava perdendo a minha liberdade por não ter um automóvel. Ando de bicicleta, caminho, pego ônibus e táxi numa boa. Mas eis que, aos 21 anos, precisei revisar minhas opções.

Quando os compromissos - da casa, do trabalho, ter que viajar todos os dias para a cidade vizinha onde eu moro e depois voltar para ir para a faculdade em outra cidade, enfim, da vida - começam a acumular e a causar desconforto ao sentir dependente dos outros, dirigir resolve uma parte dessa encrenca.

Antes da carteira, o que me chamou a atenção quando me mudei para o interior de São Paulo foi a atitude dos adolescentes ao completar 18 anos, porque no dia seguinte começavam a preparar-se para tirar sua primeira habilitação. Ok, sei que você irá pensar que é a hora de tirar a carteira de motorista. Entendo que este é um dos principais desejos dos jovens ao atingir essa idade. Nesta fase começamos a nos imaginar dirigindo livremente de um lugar a outro, dando carona para os amigos indo às festas sozinhos. Mas por que tanta euforia por causa de algo que mais tarde se tornará até mesmo comum em nosso dia-a-dia?

Chega uma hora que não dá mais pra ficar dependendo dos pais, irmão ou amigos para te levar e buscar em algum lugar. Foi assim que respirei fundo e resolvi que já era tempo de somar carro e moto ás opções. Enfrentei insegurança e um pouco de medo. O processo para receber a habilitação está mais difícil do que quando eu tinha 18 anos. Especialmente quando você tem uma vida atolada até o pescoço de compromissos.  

Entre aulas teóricas, marcação de testes, aulas práticas e, finalmente, o exame, levei quatro meses para tirar a PPD (Permissão Para Dirigir).

Demorou mais tempo do que o habitual, porque eu tinha que fazer uma aula por dia antes de ir trabalhar, já que a noite eu fui para a faculdade.

Fui aprovado de primeira. Agora, é preciso tomar muito cuidado com toda esta empolgação. Tudo o que é em excesso é perigoso, com a euforia não seria diferente. É claro que tirar a CNH é algo bom, ou melhor, podemos fazer com que seja bom. Para isso basta ter consciência.

   SOBRE A LIBERDADE QUE A HABILITAÇÃO TRAZ?    


Sempre preferi o improviso ao planejamento. Sair sem rumo é muito melhor. Embora o destino final de uma viagem seja a cereja do bolo, não podemos deixar de reconhecer, porém, que o bolo todo é muito bom. A oportunidade de pegar a estrada nos proporciona diversas pequenas experiências que, quando devidamente aproveitadas, garantem uma nova dimensão ao estilo de vida estradeiro.

   O QUE SE LEVA DA VIDA É A VIDA QUE SE LEVA!   

Dirigir é tão bom quanto chegar lá. Na estrada e na vida.
E você? Pergunta "já chegou" ou curte a estrada, sua companhia e o bom som?


 

ESCRITO POR:
Elissandro Persil
Fundador - Editor Chefe

Twitter: twitter.com/elissandroo
Facebook: facebook.com/elissandroo
Instagram: instagram.com/elissandropersil
Email: contato@aboutjovem.com
Bio: Viver é bom, viver conectado é melhor ainda.

Mais informações »

Homenagem a Cristiano Araújo

| 24 de jun de 2015

Infelizmente o seus EFEITOS não vão mais causar BARA BEREH em todas as pessoas, mas só pra dizer VOCÊ MUDOU muitas vidas. Então O QUE TEMOS PRA HOJE É SAUDADES, por nessa vida e inevitável passar por ESSES MAUS BOCADOS!!!


Mais informações »

#TOP5: Filmes que você tem que assistir!

| 23 de jun de 2015
Estou quase em férias da faculdade e isso significa que posso assistir a vários filmes e indicar os melhores para vocês também assistir, embora eu imagine que vocês estão mais avançados do que eu. Galera, vocês não tem ideia de que eu não tenho mais tempo para assistir TV e até mesmo ir ao cinema?  Que tal vocês me ajudarem no próximo post sobre filmes? Envie sua sugestão no email do About Jovem: contato@aboutjovem.com Vou adorar receber as sugestões de vocês!

Os filmes que indicarei a seguir, alguns não é novo, mas vale muito a pena assistir. Confie em mim!

Título original: 'Red Riding Hood'
Idade Média. Valerie (Amanda Seyfried) é uma jovem que vive em um vilarejo aterrorizado por um lobisomem. Ela é apaixonada por Peter (Shiloh Fernandes), mas seus pais querem que se case com Henry (Max Irons), filho de uma família rica do local. Diante da situação, Valerie e Peter planejam fugir, mas veem seus planos irem por água abaixo quando a irmã mais velha de Valerie é assassinada pelo lobisomem que ronda a região. Adaptação moderna da clássica história da chapeuzinho vermelho.

Lançamento: 21 de abril de 2011 (1h40min) 



Título original: 'Wreck-It Ralph'

Detona Ralph fez uma aposta arriscada: misturar os novos jogos de videogame com o visual dos antigos jogos de fliperama e Arcade, que muitas crianças não conhecem mais. A ousadia valeu a pena: além da resposta empolgada da imprensa, o filme teve um desempenho excelente nas bilheterias americanas.

Lançamento: 4 de janeiro de 2013 (1h48min)



Título original: 'The Host'

Melanie (Saoirse Ronan) e Jared (Max Irons) foram feitos um para o outro. Esta seria mais uma história de amor, se não fosse um detalhe: estamos no futuro, e a humanidade está quase extinta. A Terra foi invadida por alienígenas que controlam a mente e corpo dos humanos. Melanie e Jared são os últimos humanos que lutam para sobreviver. Até que Melanie é capturada pela Buscadora (Diane Kruger), que usará as lembranças de Melanie para localizar o esconderijo dos humanos. Para não revelar o esconderijo Melanie ocupa a sua mente com visões do homem que ama, desviando a atenção de Peregrina, que incapaz de se separar dos desejos de seu corpo, começa a se sentir intensamente atraída por Jared. A Hospedeira é baseado no best-seller de Stephenie Meyer.

Lançamento: 29 de março de 2013 (2h6min) 



Título original: 'Pacific Rim'

A trama de Círculo de Fogo promete: quando monstros gigantescos surgem dos mares e começam a atacar os humanos, a população decide criar robôs imensos para combatê-los. O diretor Guillermo del Toro (Hellboy) se inspirou nos filmes japoneses, como Godzilla, para retratar esta batalha.

Lançamento: 9 de agosto de 2013 (2h10min)



Título original: 'Percy Jackson: Sea of Monsters'

Apesar do sucesso moderado de Percy Jackson e o Ladrão de Raios, os estúdios Fox ainda acreditam no potencial desta adaptação literária, e decidiram produzir um segundo filme. Logan Lerman interpreta mais uma vez o jovem herói em Percy Jackson e o Mar de Monstros, no qual reencontra os amigos da primeira aventura para enfrentar novos perigos.  

Lançamento: 16 de agosto de 2013 (1h46min)



Até as próximas publicações. Ah, não se esqueça o nosso combinado... aguardo o contato de vocês. Abraços!


ESCRITO POR:
Elissandro Persil
Fundador - Editor Chefe

Twitter: twitter.com/elissandroo
Facebook: facebook.com/elissandroo
Instagram: instagram.com/elissandropersil
Email: contato@aboutjovem.com
Bio: Viver é bom, viver conectado é melhor ainda.

Mais informações »

Pablo Santiago

| 21 de jun de 2015
Pablito tem 20 anos, vive em Santos (SP), baladeiro, engraçado, ama ouvir música, jogar games e seu hobbie preferido é fotografar.


- Como é o seu dia a dia?
Meu dia é corrido demais, acordo e faço coisas em casa, depois vou para o trabalho e alguns dias tenho fotos para fazer.

- Qual é o tipo de pessoa que você gosta de lidar?
Gosto de pessoas sinceras.

- Existe algum motivo em especial para esse tipo de pessoa ser ideal para você?
Eu gosto das pessoas sinceras que dizem o que pensam e o que sentem embora que depois se arrependam e peçam desculpas! Só em ter a humildade de quando se arrependerem pedir desculpas merece minha confiança.

- Você está namorando alguém no momento ou está disponível?
Disponível.


- Você tem alguma qualidade que chame atenção?
Sou muito carismático e feliz.

- Sobre sonhos a realizar. Você tem algum?
Tenho o sonho de morar fora e trabalhar com moda.

- Tem medo de ficar sem?
Minha família e amigos.

- Um livro?
Harry Potter.


- Um ídolo?
Meu pai.

- Uma frase?
Se você quiser alguém em quem confiar, confie em si mesmo. Quem acredita sempre alcança. (Renato Russo)

- Brasil?
Tem que melhorar muitoooooo!

- Um site?
Meu favorito recente é About Jovem! ��



- Eu amo?
Música e beijar.

- Uma música?

- Mania?
Ser teimoso.

- Primeiro beijo?
Com 14 anos, foi muitooo estranho! ��

- De Pablo para Pablo. Quem é Pablo Santiago?
É um garoto alegre, sorridente, teimoso e sempre de bem com a vida!


Acompanhe o Pablito: FacebookInstagram


Mais informações »

Carla Monfort

|
Carlety tem 22 anos, natural de Ribeirão Preto (SP), mas atualmente vive em Milão, onde trabalha como modelo. Garota que ama andar de skate, ouvir rock, música clássica e beber um bom vinho.


- Como é o seu dia a dia?
Um dia muito corrido, praticamente não tenho tempo pra nada .

- Qual é o tipo de pessoa que você gosta de lidar?
Gosto de pessoas genuínas. Imperfeitas, mas verdadeiras. Muitas delas até são essas imperfeições que as tornam ainda mais interessantes. Eu gosto de pessoas assim. Cheias de defeitos, mas autênticas.

- Existe algum motivo em especial para esse tipo de pessoa ser ideal para você?
Eu amo pessoas verdadeira, por mais que elas te magoem, elas estão dizendo  a verdade.

- Você está namorando alguém no momento ou está disponível?
Estou noiva! ��


- Você tem alguma qualidade que chame atenção?
Sou uma profissional responsável, consciente, capaz de trabalhar em equipe ou individualmente.

- Sobre sonhos a realizar. Você tem algum?
Não lembro ao certo quando fui picada pelo "mosquitinho da viagem", mas sei que de alguns anos para cá meu sonho de conhecer o mundo, novos lugares, novas culturas, novas pessoas aumentam a cada dia.

- Tem medo de ficar sem?
Amor.

- Um livro?
A Cabana.


- Um ídolo?
Chico Xavier.

- Uma frase?
Sou fã das voltas que o mundo dá. Não adianta, por mais tempo que passe, por mais idas e vindas, ah, meu amigo… o mundo gira!

- Brasil?
O Brasil e a minha paixão! Pode ter todos os defeitos do mundo, mas é meu país, o lugar que posso de chamar de casa!

- Um site?


- Eu amo?
A família, a vida e as coisas simples que ela pode me oferecer.

- Uma música?

- Mania?
Me olhar no espelho, não posso ver um espelho que fico louca. ��

- Primeiro beijo?
Aos 15 anos. Tadinho do garoto que fiquei, pois a escola inteira zoaram ele porque eu era muito feia! ��

- De Carla para Carla. Quem é Carla Monfort?
Carla é uma menina corajosa, que nunca deixou ninguém dizer que ela não é capaz de conseguir seus objetivos.


Acompanhe a Carlety: FacebookInstagram

Mais informações »

#PapoAbout: Padrões e estereótipos de beleza corporal

| 19 de jun de 2015


O tema de hoje é polêmico e foram vocês, leitores do About Jovem que pediram!

                                        Convidei a galera para responder:                                        
     Qual será o tipo físico preferido pelas mulheres? Magrinhos? Gordinhos? Bombados?     
                       Quem eles preferem? Magrelas? Gordinhas? Ou saradonas?                      

Vivemos numa sociedade que valoriza muito a aparência externa, impondo de certa forma um padrão de beleza ideal. Será que eles existem? Lembrando que não estamos impondo tipos físicos perfeitos e sim comentando sobre o que achamos de cada um!







Eu não gosto de nada em excesso. Todos tem sua beleza diferente, mas, me chama atenção aqueles que não são magros demais, nem gordinhos demais e nem sarados também... tudo na sua medida!
 Cris Ávila 








Altos! Mas gosto dos mais saradinhos, mas não muito grande e mais definido mesmo. Bem o do meu namorado mesmo hahaha. ��

 Bárbara Fernandes 









Tem a opção "prefiro o que me fizer feliz"? Mas se for só pra conseguir me atrair, prefiro um corpinho bonito, nem muito sarado e nem muito magro. Entende? hahaha
 Luana Moraes 








 Já namorei com todos os tipos. A forma física não influência para mim, mas o qe me chama atenção é o rosto,  comportamento e atitude. Amo meu magrelinho! ��
 Carol Véras 






 

Confesso que gosto daquele que tem um corpo normal e que aquela barriguinha para pegar hahaha.  Nem magrelo, nem gordinho e nem bombado, digamos que é meio termo.
 Larissa Cavalcanti 







Sem dúvidas os saradões atraem facilmente a mulherada, inclusive namorei com um. Atualmente estou namorando um gordinho, adoro estar com ele e confesso que me atraiu mais foi a pessoa em si. Ele é lindo por dentro, divertido, me faz feliz e é meu melhor amigo. Ele não tem uma barriguinha sarada, mas sim uma saliente... adoro!
  Paloma Ferreira 









Bem, forma física não é uma prioridade, curto pessoas que cuidam do corpo, mas acredito que quando você se sente bem consigo mesmo, as pessoas certas são atraídas pelo que você pode vir a oferecer além do físico.
 Maxsuel Praxedes 








Gosto de mulher típica brasileira, dotada de curvas, sem muito músculos, sem muita definição, apenas um agrupamento de "carne" bem distribuído!
 Yuri Burin Emerich 






Na minha opinião as garotas deveriam parar de deixar de fazer e comer o que elas gostam para atingir essa perfeição do corpo que a mídia impõem, claro que estar com um corpo legal é muito bom, mas não fazer disso uma obsessão, eu acredito que você deva se cuidar, ser o mais saudável possível, praticar alguns exercícios, buscando a sua saúde é indispensável, mas também se der vontade de comer um doce ou alguma besteira de vez em quando, não tem problema. Eu prefiro garotas magras do que malhadas, acho que quando as garotas malham excessivamente acabam perdendo aquela feminilidade que é o que chama atenção dos homens. 
 Kadu Pacheco 





Eu gosto das saradonas, mas sempre na harmonia visual. Bom...pode acrescentar que tendo os rosto bonito e um corpo de boa aparência já é valido.
 Vinicius Arruda 








Bom, sinceramente em minha opinião o corpo não conta muito, de certa forma a garota tem que chamar minha atenção... Sorriso, um olhar ou até mesmo a simpatia numa conversa haha!! Gosta das que esbanjam simplicidade e demonstram personalidade, independente do "corpo" hahaha.
 Leonardo Rocha 








Prefiro aquelas que são "meio termo". Nem tão magra, nem gordinha.
  Álefe Saraiva 






 Para reflexão: 

Para assegurarmos um aspecto físico atraente e saudável necessitamos de uma maturidade emocional, ou seja, precisamos ter consciência plena de que não somos perfeitos nem fisicamente, nem internamente e, ainda assim precisamos nos amar, mudando o que precisa e pode ser mudado e aceitando o que não podemos mudar. Ter uma boa autoestima é aceitar que temos pontos falhos, mas que isso não nos faz ser inferior e sim seres humanos normais. Quando temos uma boa autoestima nos posicionamos de uma outra maneira na vida. Nos damos o devido valor e conseguimos buscar coisas boas. Já quando nos sentimos inferiores, nos damos chances pequenas, já que não nos consideramos muito merecedores. Grande parte da beleza das pessoas vem de seu interior, já que quando estamos bem, o olhar brilha, a pele fica bonita e transmitimos alegria e confiança. É importante e necessário que cuidemos de nossa saúde com a prática de exercícios físicos, uma alimentação equilibrada e saudável, porém, dentro dos limites. O importante é nos conscientizarmos que a valorização do estudo, do conhecimento e dos nossos valores internos como respeito, solidariedade, entre outros, não devem estar associados a aparência física. Precisamos compreender que o mais importante para manter nossas conquistas é o nosso perfil de personalidade, a forma de lidar com as pessoas no dia-a-dia, a forma de conviver e lidar com problemas, além da maneira de se relacionar com o outro. Não se sinta excluído pela sociedade por não se encaixar num padrão de beleza e perfeição. Acredite mais na sua essência, pois a aparência é algo mutável e que se perde no tempo, mas a essência, que são nossos valores são eternos e infinitos.

�� Matéria relacionada: 
O preconceito não tem peso físico que possa ser contabilizado em uma balança!

Para ler edições anteriores do #PapoAbout clique na imagem abaixo! ��
http://www.aboutjovem.com/search/label/Papo%20About


Verdades Secretas elenco novela resumo dos próximos capítulos
Mais informações »

Todos os seus ídolos pertinho de você!