Bek Pereira

| 25 de ago de 2015
Bek  tem 17 anos, mora em Baependi (MG), sempre praticou muitos esportes e inclusive tentou ser jogador de futebol profissional, mas isso não aconteceu. Ele encontrou o seu mundo no Jiu-Jitsu e está surpreendendo em seu trabalho como modelo.


- Como é o seu dia a dia?
Acordo vou para o colégio volto, almoço, faço os trabalhos escolares, depois dedicação total na academia, basicamente essas são as prioridades do dia-a-dia.

- Qual é o tipo de pessoa que você gosta de lidar?
Curto pessoas verdadeiras, extrovertidas, sinceras, humildes, de bom caráter, que tenha uma boa auto estima e coração do bem e simplicidade.

- Existe algum motivo em especial para esse tipo de pessoa ser ideal para você?
O motivo especial é a pessoa ter todas essas qualidades que falei, se ela tiver tudo isso é uma pessoal ideal.

- Você está namorando alguém no momento ou está disponível?
Solteiro...


- Você tem alguma qualidade que chame atenção?
Fisicamente dizem que tenho um olhar sedutor haha, mas minha qualidade que eu acho é minha simplicidade e humildade

- Sobre sonhos a realizar. Você tem algum?
Bom tenho muitos... Um deles é ser campeão mundial de Jiu-jítsu e conhecer cada canto desse Brasil fazendo trabalho como modelo, presença em eventos e como príncipe em festas de debutantes.

- Tem medo de ficar sem?
Sem meus pais com certeza!

- Um livro?
Ayrton Senna - Uma Lenda a Toda Velocidade‎.


- Um ídolo?
DEUS.

- Uma frase?
Força para lutar, fé para vencer!

- Brasil?
O nosso país só nos restas ter esperança e Fé em DEUS! (risos)

- Um site?
YouTube


- Eu amo?
JESUS CRISTO.

- Uma música?


- Mania?
Mania de sempre parar pra me olhar em qualquer espelho. (risos)

- Primeiro beijo?
Boom...foi tenso rs, ansiedade, mais saiu perfeito até kkkk

- De Bekembauer para Bekembauer. Quem é Bekembauer Pereira Ribeiro?
Desejo sempre estar em paz e ter Deus comigo em todos os momentos, seja eles bons ou ruins me dando força e segurança. Me considero uma pessoa feliz, com muitos projetos a serem realizados, juntando as pedras do caminho para construir minha fortaleza e sempre: foco, força, fé em Deus e não irei desistir nunca!


Acompanhe o Bek: FacebookInstagram

Agradecimentos a FOUX STUDIO

Mais informações »

Nádia Lima

|
Ná tem 17 anos, mora em Cajuru (SP), estudante de Publicidade e Propaganda, viciada em séries, Tumblrs, fotografias e acredita que viver é 'out'.


- Como é o seu dia a dia?
Minha rotina é normal (ou quase) como toda adolescente de minha idade... Na maioria das vezes acordo tarde, porque estudo em outra cidade e é muito cansativo ir e voltar toda a noite. E eu acabo indo para a cama tarde e por agora é tranquilo, porque ainda não estou trabalhando.  Vida difícil né? Brincadeira!

Qual é o tipo de pessoa que você gosta de lidar?
Pessoas que não força ser o que não é, gosto de pessoas que me faz sentir a vontade para brincar, conversar e etc.

- Existe algum motivo em especial para esse tipo de pessoa ser ideal para você?
Eu acho que a pessoa ideal para mim tem que ser muito paciente... porque além de ser "palhaça", eu sou uma pessoa difícil de lidar.

- Você está namorando alguém no momento ou está disponível?
Estou livre, leve e solta! (risos)


- Você tem alguma qualidade que chame atenção?
Acho que sou simpática, como meu amigo ELI, fala "no meio da multidão, me destaco".

- Sobre sonhos a realizar. Você tem algum?
Pode parecer clichê, mas eu quero viajar o mundo todo com uma mochila, meu sonho desde criança. Ahhh... Ser uma "Angel" da Victoria's Secret.

- Tem medo de ficar sem?
Meus pais e minha vó.

- Um livro?
Vendedor de sonhos - Revolução dos anônimos.


- Um ídolo?
Acho que sou a única adolescente que nunca teve um ídolo.

- Uma frase?
"Fazer as coisas nunca é tão bom quanto imagina-las"

- Brasil?
Um pais maravilhoso, com lugares fascinantes, mas também cheios de problemas e que talvez nunca se revolva.

- Um site?



- Eu amo?
Ser quem eu sou. E claro os meus amigos.

- Uma música?

- Mania?
Morder os lábios.

- Primeiro beijo?
A única coisa que eu lembro que foi em uma festa de rodeio e hoje eu odeio o menino.

 - De Nádia para Nádia. Quem é Nádia Lima?
Não me dou muito bem com os meus sentimentos. Na verdade, acho que não sei lidar comigo mesmo. Eu sou discreta, mas às vezes gosto de chamar atenção. Minha risada é escandalosa e o tom da minha voz é alto. Porém, sou tímida com certas pessoas e em certos lugares. Raramente mostro quem realmente sou, normalmente sou quem sou apenas com a minha família e amigos de grupo. Não gosto de lugar agitado, não faço o tipo baladeira, sou muito na minha. Não, isso não significa que eu sou fechada. Anti-social? Hum, depende do seu ponto de vista. Sou simpática, não vou mentir. Me dou bem com todos, adoro conversar, rir e compartilhar histórias. 



Acompanhe a Ná: FacebookInstagramTwitter

Fotografias da matéria por Elissandro Persil

Mais informações »

Luiza Caspary para o About Jovem

| 9 de ago de 2015
É de uma satisfação tamanha observar o crescimento profissional de um bom artista. Acompanhar o início de sua jornada, os caminhos percorridos, as escolhas criativas e suas ações enquanto formador(a) de opinião. Suas ideias, reflexões, tudo que ao fim de um ciclo molda uma personalidade. Vê-lo nascer, se desenvolver e amadurecer é tarefa das mais compensadoras para qualquer um que realmente goste de arte.

Escrever sobre a cantora Luiza Caspary é de certa forma um modo de fazer esta introdução criar vida.



Quem são suas maiores inspirações e de que maneira te influenciaram para que se tornasse a artista que é hoje?
Nossa, eu tenho tantas inspirações... Começo sempre pelas mulheres da minha família, muito guerreiras! Vó, mãe e tias, muito orgulho! Elas me ensinaram a ser incansável e lutar pelos meus sonhos.

- Do seu repertório, tem alguma música que você ame especialmente apresentar e alguma que você não aguenta mais, mas que pedem muito?
Hahahahah, boa pergunta! “O Caminho Certo” é uma música que marcou muito minha vida, com certeza é a canção que mais me orgulho de ter feito, acho que nunca vou enjoar! E tem a “Zum zum zum” faixa 1 do disco que eu tenho minhas ressalvas, foi um debate longo entre eu e o produtor do disco... ela é a faixa 1 do disco, mas não sinto que ela me represente sabe? E sempre me pedem pra cantar, ela tem um quê lúdico, e acho que isso encanta as pessoas.

- Ao longo da sua vida profissional, já pensou em ser outra coisa, se não tivesse se tornado cantora?
Nunca, nunca e nunca! Desde muito pequena eu tive certeza do que queria, o meu palco era o jardim de casa, os passarinhos, gatos, borboletas e cachorro. Com todas as dificuldades, nunca pensei em desistir... é mais forte que eu, minha vida sem música não é possível, minha alma é minha voz.

- O que você pode comentar a respeito do Movimento Pop, Rock e MPB?
A cena de música independente, que é minha realidade atual, é desunida na maioria das vezes... Mas está rolando um movimento na MPB que tá chegando devagarinho, com parcerias musicais, shows coletivos... e isso é muito importante pra nos fortalecer.

- Uma cantora e um cantor que lhe inspira?
Por onde eu começo? Sendo breve: Marisa Monte, AmyWineHouse ... e Michael Jackson!

- Que recado você mandaria para aquelas pessoas que dizem 'será que ela dura?' referente a carreira?
Heheheh, ótima! Bem, embora tenham passado quase 20 anos desde que subi num palco e tive certeza que ali era meu lugar, a verdade é que só estou começando uma jornada, que eu enxergo de sucesso, já que é trilhada com muito amor, verdade e determinação. Assim como tem algumas pessoas que já conhecem meu trabalho, tem outras que só tomarão conhecimento quando eu estiver na grande mídia (e se Deus quiser estarei) e essas se farão a mesma pergunta: “Será que é boa ou é mais uma com sucesso de 15 minutos?” – Aí, eu lhes direi para terem calma, foram só 20 anos de estrada até aqui, ainda me faltam pelo menos 50 para percorrer, espero...

- Você está mais forte do que nunca no YouTube. Essa migração se deve a baixa venda de álbuns e o aumento da pirataria?
O YouTube é uma ferramenta maravilhosa para todos! Não só para cena independente, mas inclusive para quem já tem certa fama gerar conteúdo. Musica, cinema, humor, vlogs, moda, tudo se passa nessa plataforma. Acredito que o que torna um canal forte lá é foco, direcionamento e produção de conteúdo constante! Eu não relacionaria as duas coisas, pois no YouTube também se ganha com direito autoral.

- Em seu canal na internet, você faz releituras de grandes sucessos da música. Como é feito o processo seletivo desses covers?
Gosto pessoal, sempre! Depende do contexto. “Show Das Poderosas na Voz de 10 cantoras” foi pro lado do humor. Mashup de Naldo com Foster The People e Gotye também. Mas nunca gravo por gravar, preciso gostar da música. Às vezes acordo com ideias de Mashup na cabeça e anoto, e vou fazendo...

- De Luiza para Luiza. Quem é Luiza Caspary?
Se eu soubesse, seria mais fácil hehehe, estou em constante fase de descobrimento. Mas sou muito intuitiva, determinada, verdadeira, workaholic, apaixonada pela vida, por histórias, pessoas e por bichos! Não tenho rotina, cada dia uma nova surpresa. Não sou daquelas pessoas cheia de amigos pra fazer número, mas tenho um coração enorme que dá espaço a quem merece!

- Os seus fãs estão comentando o teu potencial de sucesso devido a sua constante interação com eles nas redes sociais. O que pensas e comentas a respeito?
Eu acredito nisso, respondo todos, sem exceção! E que bom que consigo! Sentir a interação rolando de verdade é muito estimulante para um fã, eu sei por mim, que já enviei mensagens pra diversos artistas que admiro, um deles me respondeu – Marcelo Jeneci, eu já era mega fã dele, agora nunca mais vou esquecê-lo pela generosidade e atenção que me deu.

- Curiosidades! Pensas em realizar outros trabalhos artísticos como apresentadora de rádio ou televisão? Que surpresas você reserva no próximo álbum?
Sim, o teatro faz muita falta na minha vida, é algo que todos deviam ter no currículo, um curso de teatro! Abre a mente, nos livra de pudores, é mágico! Adoro teatro, cinema e TV, adoraria apresentar um programa, fazer musicais, filmes e novela, quem sabe um dia?
Para o próximo álbum eu preparo mais músicas em português, com uma unidade definida entre si. O primeiro disco foi uma loucura de testes, agora já me conheço um pouco mais.

 - Você tem alguma qualidade que chame atenção?
Acho que ajudar os outros... adoro fazer conexões, apresentar as pessoas umas às outras, fazer projetos acontecerem, instruir! Eu seria uma ótima produtora, agenciadora hehehe, mas quero ser artista!

- Um site que acessa com frequência?
YouTube, pra ver Música e Humor, Facebook e Instagram pra gerar conteúdo e responder a galera, e quando dá adoro ligar a Apple TV e assistir filmes e as palestras do TED.

 - Sobre sonhos a realizar. Você tem algum?
A verdade é que já me sinto muito realizada, faço o que amo, mas sonho em viver de verdade de música, fazendo shows com estrutura de “gente grande” , ganhando dinheiro com música autoral, sendo mais artista e menos empresaria... e atuar mais como atriz. Porém sonho em fazer tudo isso sendo uma pessoa muito calma e equilibrada, será que eu consigo?

- Tem medo de ficar sem?
Voz ... Me sinto nua e desprotegida. Água, ar puro ... Estamos acabando com o planeta!

- Um livro?
A Profecia Celestina.

- Uma frase?
“Seja você a mudança que quer para o mundo” - Gandhi

- Mania?
Sonhar acordada...

- Luiza Caspary, muito grato pela entrevista. Mande um recado aos leitores do About Jovem que curtem o seu repertório de músicas cativantes.
À todos os leitores do About Jovem, eu agradeço demais a vocês que curtem meu trabalho, pois um artista não é nada sem seus ouvintes, admiradores, etc... Vocês são a minha força! E pra quem quer ser ou sonha ser artista, uma única dica: Se entregue!! Faça a sua verdade, não vá atrás do que "está na moda" , isso é sempre passageiro. Beijos!!!


Música e Inclusão, isso é possível?
Assista o Clipe "O Caminho Certo" com Audiodescrição e Legendas e descubra!



Esses recursos permitem que pessoas com deficiência visual e auditiva tenham acesso às informações, de forma justa!

Luiza Caspary, a primeira cantora inclusiva do Brasil agora na VEVO!



Agradecimentos: Tudo Em Pauta em especial a Erika Digon e Juliana Gaspar
Fotografias: Leandro Neves 

ESCRITO POR:
Elissandro Persil
Fundador - Editor Chefe

Twitter: twitter.com/elissandroo
Facebook: facebook.com/elissandroo
Instagram: instagram.com/elissandropersil
Email: contato@aboutjovem.com
Bio: Viver é bom, viver conectado é melhor ainda.

Mais informações »

Qual pai da ficção tem tudo a ver com o seu?

|

Muitas séries retratam com humor e criatividade essa figura tão importante na sociedade:


Homer Simpson (Os Simpsons): Costuma esquecer datas importantes, mas sempre dá um jeito de alegrar os filhos e mostrar o amor que sente por eles.



Michael Kyle (Eu, a Patroa e as Crianças): É sarcástico e leva a maioria das coisas na brincadeira, contudo sabe ser romântico com a esposa e zeloso com os filhos.



Seu Madruga (Chaves): Apesar de estar sempre com o aluguel em atraso e arrumando confusão com toda a vizinhança, é um grande e paciente pai para Chiquinha.



Julius Rock (Todo Mundo Odeia o Chris): Trabalha em diversos lugares, conhece o preço de qualquer coisa e adora assistir novelas. Embora pareça durão, deixa a esposa mandar na casa.



Lineu Silva (A Grande Família): Responsável e turrão, ele é apaixonado pela esposa, pai aconselhador e sogro de Agostinho, o qual sempre precisa de sua ajuda.


Mais informações »

Novidades e curiosidades da Colcci e Ellus

| 5 de ago de 2015
Hoje o dia foi apenas de festa! Qual é a razão? Venha aqui para explicar isso para você!


Sim, você não leu errado. Exatamente 29 anos atrás a Lila Colzani (ahh, amanhã é o aniversário dela!��) fundou a marca depois de ganhar um grande prêmio na loteria. O fato confere, em partes. O nome da marca surgiu quando ela juntou seu nome de batismo, com sobrenome de seu marido. Como foi isso? 

COL de COLzani + CI de LuCIana e para ficar italianinho colocou um 'cê' então surgiu a COLCCI.

Ficou curioso e quer ler mais sobre a origem da marca? Confira esta matéria da serafina: Estilista que criou a Colcci ao acaso volta ao mercado com marca infantil


COLCCI SPRING SUMMER 2016

Fotografada no Standard Roof Top, em Nova York, a primavera/verão 2016 Colcci estampa uma after-party supervip, que tem como host e hostess os maiores modelos do mundo. Gisele Bündchen e Sean O’pry injetam uma atitude descolada e um sex appeal cheio de estilo ao glamour decadente do meatpacking district, dando o tom transgressor da nova campanha da marca. Dá play!




ELLUS SPRING SUMMER 2016

A dupla Carol Trentini e Cauã Reymond estrela a campanha de Verão 2016 da Ellus. Clicados por Marcelo Krasilcic, com styling de Michael Vendola e beleza de Robert Estevão, a dupla ainda fez um curta bem sexy no deserto marroquino, que também foi inspiração para coleção apresentada no SPFW. Play!



As novidades da marca não para por aí, em breve conto um segredo para vocês!
Mais informações »

#TOP5: Filmes que você tem que assistir!

| 2 de ago de 2015
No domingo, nada melhor do que para ver alguns filmes, eu amei as sugestões que recebi por e-mail e são esses:

Título original: 'Kick-Ass'

Dave Lizewski (Aaron Johnson), um adolescente comum de Nova York, veste uma roupa de mergulho verde e amarela, comprada pela internet, e torna-se o atrapalhado vigilante Kick-Ass. Logo descobre que não é o único super-herói por aí a dupla Big Daddy (Nicolas Cage) e Hit Girl (Chloë Grace Moretz) vêm combatendo o crime na cidade e tentando acabar com o império do mafioso local Frank D´Amico e seu filho Chris D´Amico (Christopher Minntz-Plasse) como o arqui-inimigo Red Mist, o palco está pronto para um duelo final entre as forças do bem e do mal, e o nosso herói terá de fazer jus ao seu nome. Ou morrer tentando...

Lançamento: 18 de junho de 2010 (1h57min) 



Título original: 'Kick-Ass 2'

Com o sucesso inesperado de Kick Ass - Quebrando Tudo, os super-heróis adolescentes voltam aos cinemas em Kick Ass 2. O filme vai dar mais espaço à personagem Hit Girl (Chloë Moretz), mas também traz novamente Aaron Taylor-Johnson no papel principal e Christopher Mintz-Plasse como o vilão Red Mist.

Lançamento: 18 de outubro de 2013 (1h43min) 



Título original: 'Thor: The Dark World'

Mundos colidem quando um poderoso inimigo antigo ameaça mergulhar o cosmos na escuridão eterna. Agora, reunido com Jane Foster (Natalie Portman), e forçado a forjar uma aliança com seu traiçoeiro irmão Loki (Tom Hiddleston), Thor (Chris Hemsworth) embarca em uma perigosa jornada pessoal para salvar a Terra e Asgard da destruição.

Lançamento: 1 de novembro de 2013 (1h52min)



Título original: 'Divergent'

Na futurística Chicago, quando a adolescente Beatrice (Shailene Woodley) completa 16 anos ela tem que escolher entre as diferentes facções que a cidade está dividida. Elas são cinco, e cada uma representa um valor diferente, como honestidade, generosidade, coragem e outros. Beatrice surpreende a todos e até a si mesma quando decide para qual delas quer entrar, escolhendo uma diferente da família, e tendo que abandonar o lar. Ao entrar para a Dauntless, ela torna-se Tris e vai enfrentar uma jornada para afastar seus medos e descobrir quem é de verdade. Além disso, Tris conhece Four, um rapaz mais experiente na facção que ela, e que consegue intrigá-la e encantá-la ao mesmo tempo.

Lançamento: 17 de abril de 2014 (2h19min)



Título original: 'If I Stay'

Mia Hall (Chloë Grace Moretz) acreditava que a decisão mais difícil que enfrentaria em sua vida seria ter que escolher entre seguir seus sonhos na escola de música Juilliard ou trilhar um caminho diferente para estar com o amor de sua vida, Adam (Jamie Blackley). Mas o que deveria ter sido um passeio despreocupado com sua família muda tudo repentinamente e agora sua própria vida está em jogo. Quando se vê entre a vida e a morte, Mia tem pela frente apenas uma decisão que irá determinar não somente seu futuro, mas também seu destino.

Lançamento: 4 de setembro de 2014 (1h46min)


Qual dos filmes acima é o seu favorito? Deixe seu comentário! Até breve, abraços queridos!


ESCRITO POR:
Elissandro Persil
Fundador - Editor Chefe

Twitter: twitter.com/elissandroo
Facebook: facebook.com/elissandroo
Instagram: instagram.com/elissandropersil
Email: contato@aboutjovem.com
Bio: Viver é bom, viver conectado é melhor ainda.

Mais informações »

Patrick Henrique

| 30 de jul de 2015
Path (pronúncia Péth) tem 22 anos, mora em São Paulo e sempre teve uma relação estreita com a arte. Seu primeiro contato foi através da música, começou observando a fanfarra na época de escola, isso quando criança. Sempre que acabava a aula, ele ficava admirando a sonoridade e agilidade que os meninos tocavam caixinha. Tempos depois ele entrou pra fanfarra e ganhou alguns instrumentos do seu pai (violão, trompete, bateria). Hoje estuda teatro e ouve musicas o dia inteiro.


- Como é o seu dia a dia?
É engraçado e intenso. (risos) Falo isso porque moro no prédio em que trabalho. Sempre depois do trabalho faço um lanche em casa e volto pra agencia, gosto de ficar até mais tarde passando alguma cena no estúdio ou ouvindo musicas, lendo livro. Toda semana gosto de ir pelo menos uma vez no parque andar de long e jogar basquete com os amigos.

- Qual é o tipo de pessoa que você gosta de lidar?
Eu não gosto de aparecer. Gosto quando a pessoa observa a vida comigo, quando ela consegue enxergar a diversão nas coisas simples, gosto de pessoas com qualidades e personalidades próprias, que usa uma roupa não porque está dentro dos padrões da moda e sim porque aquela roupa mostra sua identidade.

- Existe algum motivo em especial para esse tipo de pessoa ser ideal para você?
Sim. É muito difícil eu conhecer uma pessoa assim e não me tornar amigo, esse tipo de pessoa geralmente me tranquiliza, me faz sentir muito mais livre. Nada na vida pode ser tão ruim quando se tem pessoas assim ao lado. A sensação é de liberdade, de topar qualquer coisa sem pensar nas consequências, porque na verdade não há consequências.

- Você está namorando alguém no momento ou está disponível?
Não. Não estou namorando. 


- Você tem alguma qualidade que chame atenção?
Sei lá. Eu não me importo em chamar atenção, gosto de ser eu mesmo. Acho que é mais fácil pra mim descrever as qualidades dos meus amigos do que as minhas próprias. (risos)

- Sobre sonhos a realizar. Você tem algum?
Eu não gosto dessa expressão "realizar sonhos", ficar sonhando. Gosto de deixar as coisas fluírem naturalmente, sem criar expectativas. Estou satisfeito com os amigos que tenho e com o teatro, sinto as vezes muita falta de casa, da família e dos amigos. Queria poder ver eles com mais frequência.

- Tem medo de ficar sem?
Humor.

- Um livro?
Atualmente estou lendo "A hora dos assassinos" - Henry Miller (Um estudo sobre Rimbaud)


- Um ídolo?
Caetano.

- Uma frase?
O amor como a arte deve ser sempre livre.

- Brasil?
Tropicália.

- Um site?


- Eu amo?
Comida japonesa.

- Uma música?

- Primeiro beijo?
Foi bom, mas poderia ser melhor! (risos)

- De Patrick para Patrick. Quem é Patrick Henrique?
Eu sou eu. Um eterno apaixonado pelo teatro e música.



Acompanhe o Path: FacebookInstagram


Mais informações »

Gabriela Castro

|
Gabi tem 17 anos, mora em Carmo de Minas (MG), adora fotografar, desde pequena participava de diversos concursos de beleza e tem uma coleção de faixas considerável.


- Como é o seu dia a dia?
Minha rotina é basicamente escola, casa, curso de inglês e academia.

- Qual é o tipo de pessoa que você gosta de lidar?
Otimista, engraçada, humilde e verdadeira.

- Existe algum motivo em especial para esse tipo de pessoa ser ideal para você?
 É o tipo de pessoa que eu quero ter sempre por perto e que me identifico bastante.

- Você tem alguma qualidade que chame atenção?
Olhos marcantes (segundo as pessoas haha)


- Sobre sonhos a realizar. Você tem algum?
Um deles é mudar de cidade.

- Tem medo de ficar sem?
Minha família.

- Um livro?
Não se apega não.

- Um ídolo?
Deus.


- Uma frase?
"Você nunca sabe a força que tem, até que a sua única alternativa é ser forte.” – Johnny Depp

- Brasil?
Gigante, porém adormecido.

- Um site?
18coisas.com.br

- Eu amo?
Maquiagem.



- Uma música?

- Mania?
Mexer no cabelo.

- Primeiro beijo?
Aos 12 anos, com uma paixãozinha de infância. (risos)

- De Gabriela para Gabriela. Quem é Gabriela Castro?
Movida pela fé, odeio indiferenças e acredito muito na justiça divina.


Acompanhe a Gabi: FacebookInstagramTwitter


Agradecimentos a FOUX STUDIO


Mais informações »

MEU PRIMEIRO SEMESTRE NA FACULDADE - PUBLICIDADE E PROPAGANDA (FEEDBACK)

| 23 de jul de 2015

A maioria de vocês sabe que eu sou apaixonado por Comunicação Social, uma maioria um pouco menor também sabe que eu faço faculdade de Publicidade e Propaganda, mas pelo contrário, apenas uma minoria sabe que eu acabo de cursar meu primeiro semestre!

Foi realmente um desafio que resolvi encarar faz pouco tempo, mas que está trazendo já muitos frutos. Para conferir as publicações anteriores sobre o curso, os links estão aqui

Centro Universitário Moura Lacerda - Ribeirão Preto (SP)

No nosso primeiro período letivo de aula tivemos as seguintes matérias:
- Informática em Artes Gráficas I
- Introdução à Publicidade e Propaganda
- Teoria da Comunicação I
- Cultura Contemporânea
- Hist. Comunicação-Brasil Contemporâneo I

Em outro post em breve, vou mostrar alguns trabalhos desenvolvidos! ;)
Porque hoje eu vou compartilhar com você em fotos (selfies) meu primeiro semestre!



ESCRITO POR:
Elissandro Persil
Fundador - Editor Chefe

Twitter: twitter.com/elissandroo
Facebook: facebook.com/elissandroo
Instagram: instagram.com/elissandropersil
Email: contato@aboutjovem.com
Bio: Viver é bom, viver conectado é melhor ainda.

Mais informações »

DOSSIÊ PARIS VERÃO 2016

| 11 de jul de 2015
 
A moda masculina começou a apresentar suas coleções de primavera-verão 2016, em Paris, com ares de renovação e um toque cosmopolita nesse que é o setor da indústria que hoje cresce mais rápido que a moda feminina.

"Desde os anos 60, a moda masculina pouco a pouco vem abocanhando partes do mercado e o certo é que hoje, com a grande variedade de opções oferecidas pelas coleções, o homem escolhe o que quer", disse em entrevista à AFP o estilista Lucien Pellat Finet, que abriu a semana de moda parisiense com sua coleção.


"Este ano trouxe uma nova cozinha", disse o veterano estilista francês sobre sua coleção, em vários tons de azul. "Há novos ingredientes, com base em camisetas, relaxada e fácil".





O jeans esteve especialmente presente na prolífica coleção Valentino, com 73 modelos, quantidade astronômica para uma coleção masculina que ilustra o bom momento do setor, declinado em casacos e calças. Muitas vezes aparecem personalizados com bordados ou estampas florais ou animais, outra tendência da temporada. O jeans apareceu também em jaquetas de patchwork em diferentes tons de azul.

Na Valentino, o "imperatore" do classicismo, as silhuetas masculinas recuperam certa serenidade. O jeans marcou presença em jaquetas e calças, personalizados algumas vezes em estmpas florais ou animais que evocavam a estética japonesa.

Jaquetas e casacos vem em tons muito masculinos, do preto ao cáqui, passando por azuis e beges.

Maria Grazia Chiuri e Pierpaolo Piccioli, diretores criativos da marca desde 2008, revisitam as estampas de camuflagem militar e ombreiras, que acentuam o aspecto viril dos modelos.





O azul, junto com preto, branco e areia vem se consolidando como as cores para a temporada verão 2016. O desfile da 3.1 Phillip Lim apresentou um contraste em sua coleção: cores sóbrias e modelagem extremamente inovadora. Amplitude continua sendo a palavra chave quando os estilistas mostram esse novo luxo na moda, que é o conforto. Ainda aqui conseguimos ver o macacão como peça chave da temporada, as listras – que já apareceram quase que unanimemente nessa temporada – e os blazers com abotoamento duplo. A idéia de que o homem pode ir para a rua com pijama, seja em formato de terno ou de kaban oriental, vale aqui também. Aliás, o oriental também empresta sua rigidez militar para algumas peças da apresentação. A estampa com folhas e galhos dá um respiro para as flores que não param de brotar nas passarelas em Paris.





A grife japonesa Kolor apresentou bela coleção na Maison de la Radio, em Paris. De espírito utilitário e militar, o repertório incluiu belas jaquetas na cartela de verdes e terrosos, parcas camufladas, calças folgadas e bermudas mais ainda. Tudo com cara de amassado, confortável, fácil de usar. Nos pés, sandálias de inspiração trekking e lindos pares de monk straps de sola tratorada.O styling apostou em um inteligente e delicioso exercício de sobreposições, ideia bastante atual. Comercial e conceitual na medida certa.





O desfile de verão 2016 de Rick Owens foi poderoso. Com o pé fincado no conceitual, Owens fez dos coletes alongados e casacos sem mangas as suas pièces de résistance. Eles foram o ponto de partida para produções repletas de layers, invariavelmente combinados a bermudas folgadas e coturnos. O preto reina, é claro, mas sobra espaço para tons pastel e pontos mais vivos de verde e vermelho. O styling rebuscado, que desafia o olhar a entender onde começa e termina cada peça, além do casting andrógino/esquisito de sempre estavam impecáveis.




Um dos desfiles mais esperados da semana de moda de Paris mais uma vez causou comoção – desde seus convidados, estrelados às peças apresentadas. A coleção da Louis Vuitton Verão 2016, criada pelo estilista Kim Jones, foi inspirada em suas referências sobre o sudeste asiático e sobre os anos 80.
O verão 2016 da Vuitton é esportivo, orientalista, urbano e ao som do eterno chic Nile Rodgers. Uma das confirmações da temporada: oriental e pássaros (muitos e variados).





A coleção de Verão 2016 de Dries Van Noten sai o clima cool bourgeoisie pra entrar um quê de pop art nas silhuetas da loira mais famosa (Marilyn Monroe) de Hollywood mais lagostas e oncinhas.





O diretor criativo da marca não pensou duas vezes ao desenvolver a coleção Maison Margiela Verão 2016. John Galliano nem pestanejou e continuou a fazer os famosos experimentos com tecidos e outros materiais que caracterizam a marca. Por exemplo: camisas e camisetas ganharam rolitê de borracha, a alfaiataria vem com sobreposições e, acima de tudo, com uma modelagem mais próxima ao corpo, contrariando a tendência do momento, que é a amplitude. As calças retas, que deixam qualquer homem elegante, dominaram a apresentação. Algumas com tecidos sem acabamento e costuradas fora do padrão. A desconstrução de jaquetas na passarela deixou alguns looks bem modernos. E a textura do tricô com as calças que tem um efeito avental texturizado também mostram esse laboratório da moda que agora é capitaneado pelo estilista inglês com nível alto de criatividade. Os casacos longos e compridos apareceram bem austeros.





A influência religiosa foi mais do que clara na coleção da Givenchy. Profundamente religioso, o estilista resolveu estampar o rosto de Jesus Crucificado em camisetas, camisas, kilts (aquelas saias pregueadas) e, mais à frente, mostra uma espécie de Sudário em macacões e em peças que são modernas e se contrapõem ao tema.

Na passarela estavam Naomi Campbell, Kendall Jenner, Joan Smalls e Candice Swanepoel.





Humberto Leon e Carol Lim talvez tenham produzido a coleção mais consistente da Kenzo desde que assumiram a marca, há três anos. Sem apelar para as estampas marcantes e hits atrelados a tendências efêmeras, a dupla construiu um repertório elegante de peças lisas, impregnadas de espírito esportivo e utilitário, feitas para um homem essencialmente nômade. A referência é recorrente nas coleções de meio mundo, fruto da globalização da moda. Alfaiataria folgada, calças mais ainda, com elástico na cintura e DNA utilitário, assim como parcas e jaquetas cheias de bolsos, conduziram o desfile.





O verão da Dior Homme manda o clássico para as ruas e acerta na mosca com um preciso balanço de tradição e juventude. A alfaiataria tradicional ganha a companhia do camuflado em forros, camisas e calças secas, enquanto camisas tradicionais e gravata fininhas preferem jaquetas bomber e parcas ao blazer de sempre. Nos pés, sapatos de solado encorpado de crepe dão pitada rock ao conjunto, mesma ideia dos zíperes de certas calças. Outra estampa velha conhecida dos homens, o argyle, ganha roupagem nova em coletes e tricôs. A coleção gera desejo imediato, com profusão de peças statement, importantíssimo para uma grife com a tradição da Dior, em busca de manter-se relevante como referência masculina em tempos de feminilização intensa do homem





Essa é a estreia da linha masculina da Balmain nas passarelas da Semana de Moda Masculina de Paris e, apesar dela ser responsável por 40% do volume de vendas da marca. O tema são grandes aventuras do começo do século 20. O blazer cheio de tiras de couro formando um relevo com nós diferentes impressiona, mas pra eles o que deve pegar são as sahariennes com os bolsos utilitários do momento. Referências à Union Jack, bandeira inglesa, pintam aqui e ali.





Véronique Nichanian é a cabeça criativa por trás das coleções masculinas da maison francesa, Hermès. E o que isso significa? Uma coleção coesa, fácil de usar e cheia de novidades têxteis tecnológicas . Dentre as invenções tecnológicas, um  tecido que é um mix de pele de cabra  com sarja de seda. Véronique reuniu dois grandes ícones da Hermès: a seda famosa pelos lenços e o couro, carro-chefe dos ícones – as bolsas e suas selas. E não foi surpresa ver que Nichanian usaria em seguida essa conquista em uma T-shirt. Uma coleção comercial com espaço para inovações – é isso que sempre esperamos dos grandes designers e marcas. Na passarela, teve calça de camurça em um tom de verde vibrante e no lugar do cós tradicional, elástico, blouson em volie de seda, moletom com capuz em couro de cobra d’agua em um vermelho tomate vibrante.




Outros desfiles da temporada: Lemaire, Gosha Rubchinskiy, Y Project, Walter Van Beirendonck, Haider Ackermann, Raf Simons, Issey Miyake,Boris Bidjan Saberi, Andrea Crews, Yohji Yamamoto, Julius, Junya Watanabe,Ann Demeulemeester, Juun J, 22/4 Hommes, Comme des Garçons Homme Plus, Henrik Vibskov,Etudes Studio, Songzio,Wooyoungmi, Lanvin, No Editions, Rynshu, Lanvin, No Editions, Rynshu, Agnès B., Paul Smith, Y-3, Hood by Air, Thom Browne, Saint Laurent e Umit Benan.



   Destaque aos brasileiros!   


Os brasileiros que desfilaram na temporada masculina Verão 2016 em Paris: Diego Fragoso (Ford Management), Gabriel Vieira  (Mega Model Brasil) e Luis Coppini (Ford Management) fizeram bonito na passarela da Givenchy.


 O alagoano de 22 anos Diego Fragoso desfilou para Givenchy Men

Gabriel Vieira desfilou para Givenchy Men

Luis Coppini desfilou para Givenchy Men


Mais informações »
 
About Jovem