EU NÃO MEREÇO SER ESTUPRADA!

| 19/04/2014

Nas últimas semanas uma campanha que começou na internet sacudiu o Brasil: ”Eu não mereço ser estuprada”.

Mas como isso começou? Uma jornalista chamada Nana Queiroz resolveu criar um evento no Facebook com esse título (“Eu não mereço se estuprada”) após saber que o Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) divulgou uma pesquisa mostrando que 65% dos brasileiros concordam, totalmente ou em partes, que “mulheres que usam roupas que mostram o corpo merecem ser atacadas”. O evento ganhou milhares de adeptos e, além disso, como forma de protesto, homens e mulheres começaram a publicar fotos, com pinturas no corpo e cartazes, apoiando a causa.

Em reação à pesquisa, jornalista Nana Queiroz posta foto com o dizer ‘Eu não mereço ser estuprada’

Alguns dias depois descobriram um erro no resultado da pesquisa. A porcentagem correta seria 26% e não 65%.

É um alívio saber que mais da metade da população não concorda com a tal frase, mas o erro de certa forma foi bom. Porque assim, um assunto muito importante, que até então era tratado como tabu, veio à tona, fazendo as pessoas pensarem e se manifestarem.

Mas por que isso mexeu tanto com a população e como isso influi na sua vida? Segundo a tal pesquisa – mesmo agora, depois do resultado retificado – muita gente pensa que o que causa o estupro é a roupa que a mulher usa. Como se por estar com as pernas de fora ou um decote mais generoso, ela estivesse dando permissão para o abuso.

Valesca Popozuda é outra  famosa que entrou na onda dos protestos contra o resultado da pesquisa feita pelo IPEA que dizia que 65% dos brasileiros acham que mulher com roupas curtas merece ser violentada

Imagina a situação. Você resolve colocar uma minissaia para tomar um sorvete com sua amiga. No caminho, um cara passa por vocês e só falta te devorar com os olhos. Como se não bastasse, ele ainda sussurra “gostosa”, com uma voz que julga ser sexy. Tenho certeza de que a maioria dos homens que faz esse tipo de “elogio” pensa que a mulher gosta. Mas a gente sabe que não é verdade. Isso gera desconforto e até aversão. Mais do que isso, causa a sensação de que a mulher, mesmo com toda busca pela igualdade, continua sendo vista com inferioridade. Que a sociedade continua machista.  Afinal, se um homem veste um short curto ou tira a blusa, isso quer dizer que ele está pedindo para ser estuprado? Se essa tivesse sido a pergunta da tal enquete, tenho certeza de que quase todas as respostas seriam negativas.

Daniela também não se calou. A cantora usou as redes sociais para se manifestar à favor da campanha

Na verdade, tem outro absurdo nisso tudo: o fato de alguém ser julgado a partir das roupas que usa!

Depoimento da leitora do About Jovem: Lembro que quando morei em Londres, certa vez eu estava em casa e me bateu a maior vontade de comer chocolate. Eu não tinha nenhum no “estoque”, mas sabia que o supermercado que ficava bem na frente tinha de sobra. Só havia um problema… Eu estava de pijama e na maior preguiça de me trocar. Se eu estivesse no Brasil só teria duas opções: vencer a preguiça ou continuar com vontade. Mas me lembrei de que lá as pessoas não estão nem aí para o que outros vestem ou deixam de vestir. Eu vivia vendo gente na rua que parecia ter saído de camisola! Por isso, não tive dúvidas. Calcei apenas o tênis, coloquei um casaco, atravessei a rua e pouco depois voltei para casa bem feliz, com vários tipos de chocolate! E o melhor? Ninguém me olhou com desprezo ou espanto por eu estar vestida daquele jeito. Acharam natural. Assim como acham quem pinta os cabelos de sete cores diferentes, quem tem o corpo todo coberto por tatuagens, quem sai fantasiado, e quem veste minissaia ou blusa superdecotada.  E é assim que deveria ser em todo lugar.

Nana Gouvêa também tirou a roupa em protesto

A escolha da roupa é opção de cada um. Isso não quer dizer que a pessoa está pedindo para ser olhada, cantada, estuprada, e que merece ou não alguma coisa. Significa apenas que ela gosta de se vestir assim ou que está daquele jeito por algum motivo. Cada indivíduo deveria poder usar o que quiser, sem ter que se preocupar com a reação que aquela roupa vai causar…

Dá play no MillyUMAcoisas sobre #eunãomereçoserestuprada!




http://www.aboutjovem.com/2014/03/millyumacoisas.html
Mais informações »

Frankly Tavares

| 18/04/2014
O Frankly tem 22 anos, reside em Fortaleza (CE), adora uma balada e pra dançar, curte de tudo!


- Como é o seu dia a dia?
As vezes um pouco corrido, malho a tarde e trabalho a noite. Por este motivo, acabo dormindo e também acordo tarde, meu dia se torna um pouco mais curto.

- Qual é o tipo de pessoa que você gosta de lidar?
Com pessoas verdadeiras acima de tudo, que saiba se expressar bem, que seja sempre atenta, compreensiva, muito paciente e que seja carinhosa (risos).

- Existe algum motivo em especial para esse tipo de pessoa ser ideal para você?
Não. Tenho mais como preferência mesmo.

- Você está namorando alguém no momento ou está disponível?
Tô namorando já faz 2 anos já e estou muito feliz pois nunca tive um relacionamento tão duradouro como esse!


- Você tem alguma qualidade que chame atenção?
Se tenho, ainda não descobri (risos).

- Sobre sonhos a realizar. Você tem algum?
São tantos!  (risos) Mais desejado de todos são, ter minha casa própria e morar sozinho.

- Tem medo de ficar sem?
Minha saúde e amigos.

- Um livro?
A cabana.


- Um ídolo?
Deus!

- Uma frase?
"A fé na vitoria tem quer inabalável".

- Brasil?
Um pais que ainda tem que melhora muito.

- Um site?


- Eu amo?
Música e dança.

- Uma música?

- Mania?
Deixar meus tênis no meio da casa (risos).

- Primeiro beijo?
Aos 12 anos,  nem me lembro mais como foi.

- De Frankly para Frankly. Quem é Frankly Tavares?
Uma pessoa tímida, embora não pareça. Ama meus amigos, curto conhecer novas pessoas. Basicamente isto, não me dou bem com descrições (risos).


Acompanhe o Frankly: Facebook  Instagram
Mais informações »

Marina Ravok

|
A Ravok tem 21 anos, reside em São Paulo (SP), sincera, companheira, alegre, ama costurar e customizar roupas.


- Como é o seu dia a dia?
De segunda a sexta sempre acaba caindo na rotina, mas de fds procura sair pra lugares diferentes.

- Qual é o tipo de pessoa que você gosta de lidar?
Humildes, sinceras e honestas.

- Existe algum motivo em especial para esse tipo de pessoa ser ideal para você?
Apenas quero pessoas do bem ao meu lado.

- Você está namorando alguém no momento ou está disponível?
Estou em um relacionamento sério!


- Você tem alguma qualidade que chame atenção?
Sinceridade.

- Sobre sonhos a realizar. Você tem algum?
Terminar a faculdade e crescer profissionalmente.

- Tem medo de ficar sem?
Minha família.

- Um livro?
Meu pé de laranja lima.


- Um ídolo?
Audrey Tautou.

- Uma frase?
 "As coisas mais simples da vida são as mais extraordinárias, e só os sábios conseguem vê-las."

- Brasil?
“No Brasil, nem a esquerda é direita”.

- Um site?


- Eu amo?
Minha família e os animais.

- Uma música?
No momento, o álbum "Transa", de Caetano Veloso.

- Mania?
Olhar o visor do celular toda hora, mesmo que não tenha chego nada.

- Primeiro beijo?
Foi com um menino da escola que eu achava muito lindo (risos). Foi um pouco desconfortável pelo fato de ser o primeiro beijo e eu não sabia muito o que fazer.

- De Marina para Marina. Quem é Marina Ravok?
Sou uma pessoa sincera, companheira, alegre, topo qualquer lugar pra sair, gosto de fazer novas amizades e procuro sempre estar de bem com a vida.

Acompanhe a Ravok: Facebook  Instagram Page
Mais informações »

Pessoas que influenciam seu estilo

| 17/04/2014

Olá, alguns já devem me conhecer e para quem ainda não me conhece, sou Eduardo Gouveia o novo colunista de moda masculina e comportamento do AJ. E é com o maior prazer que público a minha primeira matéria, de muitas que ainda virão e então espero que gostem!

Eu sei que cada um tem seu estilo, você tem o seu como eu tenho o meu, mas a pergunta é de quem nossas roupas foram inspiradas? Ou quem mudou uma geração inteira lançando tendências?

E graças a essas pessoas que você tem cada peça de roupa em seu armário, por isso vou dedicar a coluna dessa semana mostrando algumas pessoas que lançaram e ainda lançam tendências no universo da moda masculina.


Para a moda, Elvis não morreu!

Sem dúvida não posso deixar de falar de um dos artistas mais completos de todos os tempos, e que se não fosse por ele você certamente não poderia vestir uma camisa cor de rosa ou uma meia colorida em seu look. É claro que estou falando de Elvis Presley, me desculpem a comparação, mas Elvis era a Lady Gaga de sua época, vestindo peças escandalosas, ele tornou a moda mais próxima da rua. O rei usava camisas artesanais, jóias e sapatos feitos sob medida e ainda usava um topete no cabelo muito antes do penteado virar moda. E é por isso que devemos ter todo o respeito e admiração ao Rei não apenas da musica e sim do nosso guarda roupa Elvis Presley.



Nos tempos da brilhantina

Outro que fez história foi o ator John Travolta no filme Grease. Seu estilo no filme fez tanto sucesso que é super comum você encontrar alguém usando uma jaqueta de couro preta na rua. Em sua coleção passada a marca Cavalera lançou uma jaqueta incrível que parece que foi tirada do filme, mas claro que era de couro sintético. Então se você tem uma jaqueta dessas em casa saiba que John Travolta influenciou muito.



Moda em Série: Chuck Bass, uma faculdade de estilo!

Agora voltando aos tempos de hoje, uma série que mudou muito a forma dos jovens se vestirem, foi à série recordista de audiência Gossip Girl. Difícil dizer qual personagem é o mais estiloso, mas sem dúvida Chuck Bass interpretado por Ed Westwick é um dos melhores em questão de estilo, sua marca mais usada na séria é nada mais nada menos que Gucci. Não preciso falar mais nada né, eu sei que é um pouco caro, mas vale à pena fazer um esforço para ter um terno Gucci em seu guarda roupa.



O estilo moderno, clássico e despojado de Justin Timberlake

E para encerrar a coluna dessa semana, de patinho feio, de cabelos de miojo, a cisne, eleito pela revista Vanity Fair, como segunda personalidade mais bem vestida do ano, ficando atrás apenas da atriz Kerry Washington.  Justin Timberlake é um dos artistas mais respeitados e elogiados da musica, da moda e, também, no cinema. 



http://www.aboutjovem.com/2014/03/colunista-eduardo-gouveia.html
Mais informações »

Eduardo Corrêa

| 16/04/2014
O Duh tem 17 anos, reside em São Paulo (SP), sonhador, companheiro, brincalhão, vocalista e baixista da Banda GLEP.


- Como é o seu dia a dia?
De segunda a sexta passo minhas manhãs no colégio, e na parte da tarde to sempre fazendo algo que beneficie a banda, desde compor até a parte da divulgação! O final de semana é 100% focado na GLEP, é onde rola os shows, gravação, sessão de fotos etc.. não sobra fôlego pra mais nada.

- Qual é o tipo de pessoa que você gosta de lidar?
Pessoa hiperativa, sempre querendo fazer algo, sem tempo ruim pra nada! 

- Existe algum motivo em especial para esse tipo de pessoa ser ideal para você?
Sim. Também me considero muito hiperativo, logo, não me dou bem com pessoas que estão sempre fazendo corpo mole pras coisas, Mas nada contra (risos).

- Você está namorando alguém no momento ou está disponível?
Estou online para garotas!


- Você tem alguma qualidade que chame atenção?
Física? Costumam dizer que meus olhos são bonitos! (risos)

- Sobre sonhos a realizar. Você tem algum?
Meu sonho se resume na GLEP, minha banda. Vivo a lutar pra que ela der certo e a gente possa tocar pelo Brasil inteiro, esse é meu maior sonho.

- Tem medo de ficar sem?
Minha família.

- Um livro?
Porta Dos Fundos.


- Um ídolo?
É realmente estranho, mas ainda não consegui definir um ídolo pra mim. Existem pessoas que admiro muito, como: Gene Simmons (Kiss), Maurício Gasperini (Radio Taxi), Samuel Rosa (Skank) e por ai vai.

- Uma frase?
"Milagres acontecem quando a gente vai à luta." Sérgio Vaz.

- Brasil?
Mulheres.

- Um site?


- Eu amo?
Minha Família, amigos e a música.

- Uma música?

- Mania?
Cantarolar.

- Primeiro beijo?
Foi com 9 anos, a menina tinha 13.

- De Eduardo para Eduardo. Quem é Eduardo Corrêa?
Sou um garoto sonhador, sempre muito feliz, sem tempo ruim pra nada. Companheiro, corro por quem ta do meu lado. Brincalhão, tentando arrumar motivos pra tirar sorrisos das pessoas a todo instante. Mais ou menos isso (risos).


Acompanhe o Duh: Facebook  Twitter Instagram Page
Mais informações »

Gabriela Giacomucci

|
A Gabi tem 21 anos, reside em São Paulo (SP), espontânea, alto astral, gosta das coisas mais bobas da vida e não precisa de muito para estar feliz.


- Como é o seu dia a dia?
Acordo cedo, vou trabalhar, volto para casa e cuido do blog. Como eu tenho um, gosto de sempre mantê-lo atualizado, mas não tenho como fazer isso o dia todo, então faço a noite.

- Qual é o tipo de pessoa que você gosta de lidar?
Pessoas animadas, com certeza.

- Existe algum motivo em especial para esse tipo de pessoa ser ideal para você?
Hoje em dia está tudo muito bagunçado e estressante. Trânsito, pessoas mal humoradas, rotina, violência e tudo mais que pesa no dia-a-dia. Com alguém animado, fica mais leve de encarar esses desafios diários.

- Você está namorando alguém no momento ou está disponível?
Estou namorando.


- Você tem alguma qualidade que chame atenção?
Sou espontânea e alto astral.

- Sobre sonhos a realizar. Você tem algum?
Sim, tenho muitos! Quero muito estudar no exterior, estou batalhando para isso!

- Tem medo de ficar sem?
As pessoas que eu amo.

- Um livro?
Diário de Anne Frank e Tudo sobre Moda (Para quem gosta de moda).


- Um ídolo?
Britney Spears e Christina Aguilera (musicalmente falando).

- Uma frase?
Nós não podemos voltar, por isso é tão difícil escolher. Enquanto você não escolhe...tudo permanece possível" Nemo - Mr.Nobody (2008)

- Brasil?
Não estou lá tão orgulhosa de ser daqui ultimamente...

- Um site?


- Eu amo?
Música, cantar, dançar, namorar, rir, festas, tequila, bons amigos, pipoca com muita manteiga, animais, moda, bater perna nas ruas de São Paulo, dirigir, chocolate quente com bolo no fim da tarde, calor, praia, piscina, fotografar e batom vermelho!

- Uma música?

- Mania?
Morder os lábios.

- Primeiro beijo?
Ixi, faz tempo…foi engraçado!

- De Gabriela para Gabriela. Quem é Gabriela Giacomucci?
Sou simples, gosto das coisas mais bobas da vida e não preciso de muito para estar feliz (porque SER, eu já sou!) Tenho pais maravilhos, um namorado incrível e dois gatinhos lindos e dou valor a isso todos os dias.


Acompanhe a Gabi: Facebook  Instagram Blog
Mais informações »

O Tal Moço de 21 Anos

| 15/04/2014
Arte do JOÃO CAPOULADE para Phill Veras
Depois de um bom tempo sem escrever, volto para falar sobre o cantor, que possui o dom de acalmar corações, almas e tudo o mais que estiver em pleno agito e por sua vez também pode agitar, nossa vontade de calma. Phill Veras o cantor maranhense de 21 anos, apareceu para surpreender - me de um jeito assustador, diria até que meio lúdico. Foi em uma daquelas tardes, onde o tédio é nosso fiel companheiro, eu como gosto de procurar novos cantores, encontrei o tal moço, com aquela voz calma, e seu sotaque sagrado. E logo me apaixonei por sua música. Com seu jeito especial de entrar, em nossos ouvidos ele ganhou uma competição e conseguiu tocar no palco Sunset, um dos palcos do Rock In Rio, além disso vem conquistando um notável espaço no novo cenário musical e, está entre meus novos cantores favoritos ao lado de Ana Larousse, Cícero e Filipe Catto. Este é o tal moço de 21 anos.


O músico maranhense Phill Veras, escolhido para tocar no Palco Sunset do Rock in Rio 2013


Até a próxima publicação, abraços do Bruno Farias!
Mais informações »

Valéria Viana Torres revela como foi seu primeiro beijo

| 13/04/2014
Valéria Viana Torres participa da coluna "Primeiro Beijo"

Você sonha com este momento tantas vezes, mas, no entanto não sabe como beijar, tem tanto medo que nem te atreves a tentar! Acha que nunca chegará a sua vez e se já chegou não foi tudo aquilo que esperava. O primeiro beijo pode ser bonito ou não, fácil ou difícil de explicar. Entrevistamos a Valéria Viana Torres saber: Como foi o primeiro beijo?

Primeiro beijo é sempre um momento marcante na vida de uma menina. Ao menos na minha, era para ser muito especial e adivinha? Foi. Sempre gostei de planejar tudo, cada detalhe, momento e até mesmo fases da minha vida, o meu primeiro beijo não poderia ser diferente. Não queria beijar qualquer um – não é querendo ser puritana, mas naquela época eu era muito sonhadora – eu tinha 14 anos e fui uma das ultimas a beijar da minha turma de amigas. De acordo com meus sonhos deveria ser um rapaz mais velho (nada de ser desses meninos que só querem curtir de ensino médio), loiro, alto e de olhos claros (sim, eu planejei até o físico do rapaz), por tal motivo esperei tanto, mas valeu a pena, encontrei e foi exatamente do modo que eu sempre sonhei. Não vou dizer que não treinei não, treinei muito antes. Copo com gelo, maça, mão, é ridículo e não funcionou para absolutamente nada, mas faz parte do momento. Fomos ao cinema, não apenas os dois foram em torno de uns nove amigos comigo ao cinema, todos queriam ver se isso iria realmente acontecer – até porque o rapaz era um gato e as minhas amigas não acreditavam ainda que consegui tudo aquilo, sabe como é né? rs – não me lembro do filme, na verdade, ninguém ali queria ver filme. Como sou super perfeccionista queria que tudo fosse mágico, o que acabou que fiquei muito nervosa e o rapaz teve quase que fazer uma lavagem cerebral em mim, o fato da idade dele também ajudou, pois tinha um papo super convincente. Rolou e sinceramente? Foi mágico. Exatamente como eu queria, é claro que foi tudo meio planejado, mas eu gosto disso, fez parte. O fim da historia não é muito legal, ele por ser mais velho não queria nada serio e eu fiquei sozinha. Mas guardo esse beijo com muito carinho.
Mais informações »

Carolina Elizabeth estreia como colunista do About Jovem!

|
A vida é feita de desafios e é com muito prazer que encaro mais esse. Depois de um convite pra lá de especial da redação do About Jovem, espero estar à altura desse site tão bacana e estiloso. "A moda não é apenas algo presente nas roupas.A moda está no céu, nas ruas, a moda tem a ver com ideias, a forma como vivemos,o que está acontecendo." Essa frase de Coco Chanel mostra exatamente a forma como eu encaro a moda. Ou seja, a moda sou eu e você. É como eu me mostro para o mundo e como o mundo me vê. É o que faço da minha vida e a emoção que posso despertar, o traço que tento criar, o sonho que ouso sonhar. A moda é um pensar. Meu nome é Carolina Elizabeth, mas você pode me chamar de Carol porque a partir de agora pretendo passar bastante tempo com você, escrevendo sobre desfiles, roupas, acessórios, beleza, campanhas e mais. Então te espero aqui toda semana!

Acompanhe a Carol: Facebook
Mais informações »

A evolução da beleza: 2000

| 12/04/2014


Décima e última parte da série "A evolução da beleza" começa no ano de 2000: Anorexia, bulimia e outros transtornos alimentares nunca foram tão discutidos. A ordem é malhar e utilizar cremes redutores de medidas. Os mais apressados conquistam a desejada barriga chapada em mesas de cirurgia. Aumento de mama, lipoaspiração e cirugia de abdômen lideram o ranking de procedimentos cirúgicos estéticos. Entre os não cirúrgicos, o preenchimento e a toxima botulínica são os mais procurados. A maquiagem completa é usada apenas eventos sociais. Para o dia a dia, quase nada: o motivo é a falta de tempo. Começa a ditadura dos cabelos escorridos: nos salões de beleza eles são alisados quimicamente e, em casa, moldados com chapinha. O estresse pede uma brisa e as mulheres redescobrem o bem-estar. Yoga, massagens e alimentação saudável atuam na beleza interior e isso reflete positivamente na pele e no corpo.

Angelina Jolie é padrão de beleza

Halle Berry e Paris Hilton: múltiplos padrões de beleza


Parte das mulheres adere ao corpo musculoso: Sabrina Sato e Adriana Bombom


Lipoaspiração elimina a gordura localizada


Chapinha é usada para alisar os fios

Yoga e pilates trabalham o corpo e a mente

Confira a publicação anterior da série "A evolução da beleza: 1990"

Mais informações »

Todos os seus ídolos pertinho de você!